Home / Notícias / Esporte / Atletas venceram as adversidades da Maratona de Florianópolis

Atletas venceram as adversidades da Maratona de Florianópolis


Equipe Rodrigues exibe as medalhas conquistadas na maratona. Foto: divulgação

Um grupo de atletas araucarienses viveu intensamente as emoções da Maratona Internacional de Florianópolis, que aconteceu no domingo, 25 de agosto. Eles venceram todos os desafios da prova e conseguiram cruzar a linha de chegada. Muitos podem não ter ganhado o troféu de campeão, mas conquistaram um prêmio muito mais importante: superaram seus próprios limites!

Hailton Rodrigues, responsável pela Equipe Rodrigues, comentou que a prova foi maravilhosa, os participantes se emocionaram, e teve até quem quebrou o próprio recorde pessoal. A equipe conquistou dois pódios em percursos alternativos, um deles foi o 2º lugar geral com a atleta Mari, nos 5km e Maria da Glória foi campeã da sua categoria, 65 anos, na meia maratona (21km). Glória tem 65 anos e é um exemplo de superação, está na sua sexta maratona, e não pretende parar de competir tão cedo. “Esta foi minha sexta meia maratona, e antes de completar 70 anos, quero completar 10, isso se Deus me der saúde”, disse a atleta.

Zenilda Rodrigues também correu nos 21km e bateu seu próprio recorde. Ela, que já tinha corrido em outra meia maratona, disse que obteve seu melhor tempo. “Em junho eu fiz a meia de Brusque, em Santa Catarina, e fiz o tempo de 1:47, e dessa vez fiz 1:42’54, fiquei super feliz. Essa maratona foi muito legal, porque os atletas da nossa equipe se superaram, alguns correndo os 42km e outros superando suas marcas nos 21km, todos torcendo uns pelos outros”, comentou.

Maria de Fátima Rodrigues da Silva, a Tina, que fez sua segunda maratona, contou que sentiu uma emoção muito grande ao concluir o percurso de 42km. “Assim que cruzei a linha de chegada, as lágrimas caíram e eu dizia em pensamento: ‘Garota, você conseguiu!’. Foi uma vitória pessoal, eu estava com muita dor nos quilômetros finais, mas em momento algum pensei em desistir. Valeu cada treino”, comemorou a atleta.

O atleta Edmilson Morais foi outro que concluiu os 42 km da maratona. Ele conta que depois 35km, com muitas cãibras na perna esquerda e a virilha machucada, até a chegada. “Foi maravilhoso correr em Floripa, perto da praia, e na famosa ponte da cidade. Poderia ter feito melhor, porque o percurso era plano, bom de correr, mas estou satisfeito com meu resultado”, festejou.

Incentivo

O atleta Wilmer Silva, superintendente do Transporte Coletivo de Araucária, e a esposa Valéria Schroeder, incentivaram alguns colegas a fazer a maratona, e juntos treinaram de forma incansável. “Eu, a Valéria e a Deisy já tínhamos feito outra maratona, e então decidimos dar uma forcinha para que alguns atletas que frequentemente treinam conosco, também encarassem esse desafio. Nós os assessoramos durante os treinos, e foi uma experiência incrível ver que todos concluíram a prova e ficaram muito emocionados”, contou Wilmer.

Além de Wilmer, Valéria e Deisy, na equipe estavam João Carlin (secretário municipal de Esportes), Ana Paula, Luciana Santos, Meiri Costa e Rosinha Garcia.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1178 – 29/08/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*