Nesta terça-feira, 26 de novembro, às 18h, acontece no auditório da Câmara Municipal de Araucária, uma audiência pública para debater a privatização da Petrobras. A Repar e a Araucária Nitrogenados, ambas de propriedade da Petrobras, representam 76% da arrecadação do pólo de Araucária. Após sinalização do Governo Federal de que vai abrir mão da Petrobras na região Sul do país, o futuro de toda uma cadeia de produção, empregos e desenvolvimento tecnológico é incerto.

A audiência pública é uma proposição dos vereadores Aparecido da Reciclagem (PDT) e Fabio Alceu Fernandes (PSB) e conta com o apoio do Fórum em Defesa da Petrobras, que reúne instituições da sociedade civil organizada que lutam pela soberania nacional e são contrárias à privatização da estatal.

Para os representantes do Fórum em Defesa da Petrobras, caso a Repar seja privatizada, ela pode virar apenas um centro de abastecimento e distribuição de petróleo e derivados importados. “É um alerta para os municípios e os estados. São empregos e economias regionais que terão impactos irreversíveis”, explica Mário Dal Zot, presidente do Sindipetro Paraná e Santa Catarina.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: Jornal O Popular