Home / Colunas / Editorial / Aumento de responsabilidade

Aumento de responsabilidade

A se confirmar o reajuste concedido pela Câmara ao salário dos vereadores da próxima legislatura (a proposta ainda depende de sanção do prefeito Hissam Hussein Dehaini) o eleitor tem uma responsabilidade ainda maior no pleito de 2020.

Isto porque, toda vez que uma proposta desse tipo surge, é praticamente unânime a repulsa da população com seus autores. Grita-se muito. Posta-se muito nas redes sociais, mas algum tempo depois aquilo deixa de ser importante e passa-se a criticar outra coisa.

E talvez seja apostando justamente nessa “memória curta” do eleitor que muitos políticos não se preocupam em ter alguns dias ruins na defesa de interesses corporativos. Afinal, passado essa turbulência, virá a recompensa, seja com a criação de cargos, seja com o reajuste salarial para a “categoria” e assim por diante.

Mas é possível mudar isto. Basta, para tanto, que o eleitor não se esqueça, nem que para isso tenha que anotar na porta da geladeira o nome daqueles que os decepcionaram no curso de um mandato.

Quando começarmos a fazer isso. Quando começarmos a utilizar critérios mais objetivos no processo de escolha de nossos representantes, seja no Legislativo ou no Executivo, com certeza teremos uma cidade, estado e/ou país melhor.

E, ao contrário do que muitos dizem, sempre há opções. Sempre há candidatos melhores ou “menos piores”. Candidatos que conversem melhor com a sua visão de sociedade. Candidatos que possuam mais condições intelectuais de fazer um bom trabalho pela cidade. Candidatos que estejam mais comprometidos com a coletividade do que seu próprio umbigo. E, por mais que você considere que ele não tem chances, ele tem sim! E a chance dele começa com você dando-lhe uma oportunidade.

Que venha a eleição de 2020. Pensemos todos nisso e boa leitura.

Publicado na edição 1193 – 12/12/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*