Trinta e nove atos de nomeação, exoneração e reenquadramento de cargos em comissão na Câmara e Prefeitura foram publicados no Diário Oficial do Município nos últimos dias.

Das publicações, 17 são exonerando CCs, 21 contratando e 1 reenquadrando. A grande maioria das mudanças se deu no Poder Legislativo.

Boa parte das mudanças, aliás, se deu em razão da recente publicação de duas leis de iniciativa da Câmara reestruturando seu quadro de comissionados, criando vagas e extinguindo outras.

Essas alterações, por exemplo, extinguiram onze vagas de assessor de vereador, que pagava salário de R$ 6.388,57, mas criou outras onze de chefe de gabinete, com salário de R$ 9.226,00 cada. Com isso, quem olhar mais atentamente na tabela notará que onze exonerados do cargo de assessor foram imediatamente renomeados, agora como chefes.

Na relação também estão servidores efetivos da Câmara, que passaram a ocupar cargos em comissão. Essas vagas, denominadas como chefes de setores da Casa, foram criadas recentemente e só podem ser ocupadas por funcionários efetivos do Legislativo. Ao lado você confere todas as mudanças.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1199 – 13/02/2020