Ambiente aconchegante para os idosos se reunirem para conversar. Foto: Jornal O Popular

O número de idosos no Brasil tem aumentando, porém, com os filhos trabalhando em cargas horárias cada vez mais puxadas, ou ainda estudando, dividindo tarefas, e tendo que cuidar dos seus filhos e netos, muitos idosos acabam ficando mais tempo sozinhos em casa. Mais preocupante ainda é quando o idoso possui alguma limitação física ou doença que compromete o cognitivo, e precisa de cuidados 24 horas. O primeiro recurso acaba sendo a contratação dos serviços de uma cuidadora, porém, ainda assim, fica impossível cobrir todo o período que o idoso necessita de cuidados. Além do mais, o familiar que cuida em casa, muitas vezes fica restrito ao atendimento do idoso, e não consegue mais realizar as suas atividades do cotidiano.

A solução mais viável, segundo explica a fisioterapeuta e proprietária da casa de repouso Solar das Araucárias, Célia Kosiba, acaba sendo procurar ajuda de um lugar mais adequado, principalmente nos casos em que o idoso precisa de cuidados 24 horas. “Culturalmente, em tempos passados, as pessoas enxergavam a casa de repouso como abandono, mas hoje em dia, essa visão mudou, e em muitos casos, essa tem sido a melhor opção, pois em geral os cuidados são ininterruptos, há espaço, atividades e convivência com outros idosos. A casa de repouso pode oferecer tudo o que o idoso precisa, atendimento com profissionais capacitados, preparados para dar a ele muito carinho e atenção”, comenta a empresária.

Além de Célia, que é graduada e cuida de toda a responsabilidade legal da empresa, o quadro de funcionários possui mais dois profissionais graduados, como a nutricionista e outra fisioterapeuta, cuidadores ou técnicos de enfermagem, profissional da cozinha que cuida da alimentação, profissional da limpeza que faz toda a parte da higienização. “Nossa equipe participa de treinamentos constantes, e também temos um profissional que realiza atividades de lazer, porque o entretenimento é importante para o bem-estar do idoso”, comenta.

Tudo certinho

Quartos são espaçosos e com toda a segurança que o idoso precisa. Foto: Jornal O Popular

Célia salienta que o Solar das Araucárias funciona dentro das normas e regras exigidas por lei, e frequentemente é fiscalizada pela Vigilância Sanitária, Conselho do Idoso e Ministério Público. “Temos a preocupação em manter aqui apenas pessoas capacitadas e treinadas para cuidar de pessoas da terceira idade. E o mais importante é fazer com que o idoso se sinta em casa, que sua individualidade seja respeitada em todos os aspectos, que ele possa receber as visitas que deseja e não seja obrigado a fazer algo contra a sua vontade”, explica Célia.

Em relação as visitas, ela observa que os idosos sempre recebem seus familiares, que podem sair para ir ao médico, fazer passeios, tudo para manter o vínculo familiar. “Geralmente as relações ficam ainda melhores aqui na casa de repouso, pois aquele idoso que muitas vezes era cuidado em casa, que não tinha muitas atividades de lazer, e por isso estava com as relações sociais abaladas, acaba fazendo amizades, e até mesmo o relacionamento com a própria família melhora, pois agora existe um tempo especial, que os familiares reservam para ficar junto aos seus entes idosos”, pontuou Célia.

Esse convívio diário, conforme frisa a fisioterapeuta, também é essencial no processo de recuperação, pois eles acabam conversando muito, criam afinidades, realizam atividades juntos, contam histórias e exercitam a memória, relembrando de fatos antigos. “Aqui eles convivem com pessoas da mesma geração, se identificam em muitos aspectos, e acabam formando uma grande família”.

Nova unidade

Recentemente o Solar das Araucária inaugurou sua segunda casa, no bairro Thomaz Coelho (a outra casa fica no Centro). O espaço é mais amplo, com uma estrutura para receber um número maior de idosos, tem uma extensa área verde, toda arborizada, proporcionando mais conforto aos seus “moradores”.

Serviço

Mais informações sobre a casa de repouso Solar das Araucárias poderão ser obtidas pelos telefones 99936-1822 e 3552-6333 ou ainda na página do facebook “Casa de repouso solar das araucárias”.

Texto: MAURENN BERNARDO

Publicado na edição 1177 – 22/08/2019