Flortcha minha irman deu pra querer ser instruída, anda comprando uns livro e passando noite lendo na luiz da vela, iéu falando pra iéla que podendo usar energia elétrica das lâmpida pra non forçar as vista, mais iéla dizendo que os livro que iéla estando lendo tem que ler na luiz da vela proque sendo a luiz pras alma depenada. Me dando tréis tipo de arepio, quando iéu vendo os título dos livro entendendo proque, sendo livro daquele jogador de futebol o Alan Kardec, duma tal de Zibia Gaspreto, nuns titulo do tipo “vida apóis a morte”, “A redençon dos esprito”, “Morri e agora?” Flortcha deu de espaiar umas erva pelos canto da casa, encher uns copo de água e se vistir de ropa branca, iéu preguntando o que dando na cabeça dela e iéla dizendo que querendo se cumunicar com os esprito proque iela descobrindo que sendo uma médium. Iéu foi falando que iésto iéu já sabendo a muito tempo, se iéla non sendo ananzinha e nem muito alta só podendo ser médium e Flortcha falando que querendo discubrir quem iéla sendo nas vida passada pra explicar proque iéla non arumando casamento, se iéla sendo prendada, sabendo cuzinhar, sendo trabalhareda e mesmo ansim quando um home se aproxima dela na hora virando as costa, iéu enton foi dizendo que iésto tem explicaçon na vida dos vivo mesmo, sendo que de longe iéla inté aparecendo ajeitada mas quando as pessoa vendo iéla de perto descobre que iéla sendo feia que inté doendo, iésto sendo conhecido como o efeito Bunita de Longe. Flortcha enton me dizendo que andando tendo uns sonho esquisito onde aparecendo um home vestido de terno branco vindo conversar com iéla dizendo precisando de ajuda pra voltar pra vida despois da morte proque dechando de fazer coisa importante e que só iela podendo ajudar, mais que iela non sabendo como podendo ajudar por iésto que iéla se aprofundando nas leitura pra descobrir como podendo ajudar aquela alma depenada. Iéu enton falando pra Flortcha que este sujeito dos sonho podendo ser um destes médico psiscopata que tratando dos loco, porque tudo o que iéla falando só podendo ser coisa da cabeça dela. Non teve jeito de convencer aquela cabeça de vento, de noite ponhando uma toalha branca encima da mesa, ascendeu uma vela e ficô com as mon aberta apontada pra vela, de zóio fechado e falando “almas do além que percizam de ajuda, estou aqui para ajudar”, de curiosidade, iéu se sentando na cadera de frente da Flortcha e ficô bisservando, non dando dois minuto Flortcha teve uns tremilique, virô os zóio, me deu uma encarada e com uma vóis grossa foi me falando: Me ajude, eu estou perdido na escuridão, iéu quase se cagando de medo, saiéu e foi se esconder atrás da porta, e ascendeu luiz da cozinha, nisso Flortcha voltando ao normal perguntando pra que iéu ascendendo luiz e iéu explicando que sendo o jeito de ajudar as alma, que quando estando escuro iélas se perdem e quando está claro iélas enchergam o caminho de volta, e nem percizando de tanto estudo.

Publicado na edição 1180 – 12/09/2019