Home / Notícias / Esporte / Costeira dá a volta por cima e se torna campeão da Taça Paraná

Costeira dá a volta por cima e se torna campeão da Taça Paraná


É a primeira vez que um time araucariense conquista o título da Taça Paraná

É a primeira vez que um time araucariense conquista o título da Taça Paraná

Estádio repleto, familiares apreensivos e atletas preocupados mos­travam que o Costeira lutaria pela vitória, mas que a batalha não seria fácil. Afinal, para levantar o “caneco”, como os próprios atletas o chamaram, o Costeira precisaria vencer o Nacional para empatar na pontuação e levar a disputa aos temidos pênaltis.

Por isso, a partida do último domingo, 24 de maio, começou truncada no Estádio Municipal Emílio Gunha e os torcedores perceberam o nervosismo na face de cada jogador. “Sofremos pressão da forte equipe do Nacional de Colombo, mas o primeiro tempo terminou em 0x0”, conta o técnico araucariense Adilson Soczek.
Diante dessa realidade, o intervalo precisou ser usado para uma conversa séria no vestiário, e os rapazes voltaram aos gramados prontos para mudar o jogo. “Atletas que foram campeões ano passado falaram com a equipe e a incentivaram a jogar com raça porque esse era o sonho de todos”. Além disso, o treinador colocou em campo o atleta Diogo Halas e torceu para a mudança dar resultado. “Eu sempre falo que estou lá para ajudar o time, então saí do banco pronto pra isso e logo sofri um pênalti”, conta o jogador. “Vendo esse pênalti sofrido pelo Dioguinho, eu chamei a responsabilidade e converti fazendo o primeiro gol!”, completa o atleta Ailson Frank, conhecido como Tupan.

O atleta Jean Halas se tornou artilheiro do torneio com seis gols em seis jogos

O atleta Jean Halas se tornou artilheiro do torneio com seis gols em seis jogos

No entanto, a alegria durou apenas cinco minutos, pois uma falha da equipe deu espaço para o Nacional empatar novamente e afastar o Costeira da sonhada vitória. “ainda bem que minha fé em Deus sempre foi maior do que qualquer obs­táculo, por isso eu lutei até o último momento”, conta Tupan que, aos 40 minutos do segundo tempo, aproveitou uma bola parada para dar uma cabeçada mortal em direção ao gol e fechar a partida com a vitória de 2×1. “Foi muito emocionante, pois todos os meus familiares e amigos estavam lá, então fiquei muito feliz!”, recorda o garoto, que agradece ao seu pai e ao técnico Wilson de Lima, do Jatobá, por todo apoio e incentivo.

Nos pênaltis

Depois de muita comemoração, a equipe da casa intimou a visitante para os pê­naltis, enquanto os torcedores so­friam nas arquibancadas. “Essa disputa foi uma verdadeira guerra, mas nosso goleiro foi o nome da partida”, garante o atacante Matheus Reikdal, que viu seus colegas acertarem cinco gols contra quatro do Nacional. “No sétimo chute, o Dioguinho bateu e converteu, deixando o título bem perto. Então, o goleiro do Nacional foi pra cobrança, o goleiro Israel defendeu e já correu pra torcida”, lembra o técnico Adilson, que viu seu time conquistar o título da Taça Paraná Juvenil e ainda receber os prêmios de goleiro menos vazado e artilheiro.

Israel Bueno foi o goleiro menos vazado da competição deste ano

Israel Bueno foi o goleiro menos vazado da competição deste ano

Por isso, a Liga Desportiva de Araucária parabeniza toda a torcida, os diretores do Costei­ra e principalmente os atletas que trouxeram esse título iné­dito para Araucária com muita raça, vontade e determinação. “Parabéns, Costeira! Você é o campeão da Taça Paraná Juvenil 2015!”, comemora a Liga, que agradece à Federação Paranaense de Futebol, à Secretaria de Esporte e Lazer, Se­cretaria de Segurança, Guarda Municipal e Polícia Militar.

Texto: Raquel Derevecki / FOTOS: everson santos

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*