Início / Colunas / Editorial / Deixando o mundo um pouquinho melhor

Deixando o mundo um pouquinho melhor


Motivação é algo interessante. Todos temos nossas responsabilidades diárias, tanto na vida profissional, como em casa ou com a família e amigos. Apesar dessa rotina diária, semanal, nos tomar praticamente todo o tempo, cada pessoa consegue encontrar um espaço na agenda para fazer aquelas coisas que lhe dão prazer e são necessárias para intercalar com o trabalho.

E, além de trabalho e lazer, algumas pessoas ainda conseguem achar mais um tempinho para doar ao próximo, a outras pessoas que precisam de ajuda. Veja o caso da equipe de funcionários da Editora O Popular do Paraná. Todos os dias eles lidam com notícias de todo tipo e ficaram sabendo de uma criança com uma doença rara, e cujo tratamento é razoavelmente muito caro. O Popular, como é de praxe em casos assim, fazem matérias a respeito, repercutindo à sociedade araucariense a situação, o que, quase sempre, acaba dando bons resultados, pois existe muita gente por aí disposta a ajudar.

Só que desta vez, tanto a equipe de reportagem, quanto o restante dos funcionários achou que poderiam fazer mais e decidiram montar um bazar a partir de doações para arrecadar dinheiro e ajudar o pequeno Matheus. Interessante ver como todos se envolveram dentro de suas habilidades. O pessoal da criação fez as publicidades pedindo doações, todo mundo foi trazendo coisas de casa que poderiam entrar no bazar, outro do comercial conseguiu o local, outro conseguiu doação de uma grande quantidade de roupas e calçados, todos ajudaram a carregar a montanha de doações até o local, se revezaram durante o dia das vendas e, por fim depositaram o valor (veja reportagem na página 6 desta edição) na conta do menino.
Bom exemplo de trabalho em equipe com começo, meio e resultado no final. O valor que foi arrecadado não é o suficiente sozinho para realizar todas as cirurgias que a criança precisa, mas por certo que vai ajudar. Agora o sentimento de “fiz minha parte” de todas as pessoas envolvidas é contagiante. E torcemos para que ele motive mais gente a também, dentro de suas possibilidades e disposição, pense o que pode fazer para tornar nosso mundo um pouquinho melhor. Pense nisso e boa leitura.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*