Home / Notícias / Esporte / Desportista Tião Soczek vai tirar “período de descanso”

Desportista Tião Soczek vai tirar “período de descanso”


Perto de completar 61 anos, Sebastião Soczek, o Tião, figura respeitada no cenário esportivo de Araucária, fez um anúncio que pegou todos de surpresa. Conhecido por organizar campeonatos de bairros no Centro Esportivo Costeira, espaço que ele mesmo administra, o desportista decidiu tirar um ano sabático. É isso mesmo que você leu! Ele avisou que não vai organizar nenhuma competição neste ano de 2020, inclusive já colocou aviso de locação no Centro Esportivo para locação para outros times interessados.


Mas você deve estar se perguntando aí o que o levou a tomar esta decisão, já que ele sempre foi apaixonado por futebol e nunca conseguiu ficar longe dos gramados. O problema é que no último campeonato que realizou em 2019, o Veteranos, Tião ficou muito triste com a maneira como alguns times se comportaram nas fases finais. No dia da decisão, por exemplo, foi preciso pedir o apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal, para garantir a integridade de todos, algo que nunca havia acontecido antes. “Penso no futebol como esporte e lazer, não como uma guerra, a ponto de ter que chamar reforço policial para que ninguém se machucasse. É lamentável que isso tenha acontecido. Estou decepcionado, pois em todos os meus campeonatos, nunca tive problemas com brigas e ameaças, isso me fez dar um tempo, me afastar um pouco dessa rotina, cuidar mais de mim e da minha família”, lamentou.

Mas aqueles que ficaram preocupados com esse afastamento, o desportista já avisou que a decisão não é definitiva e que há chances de ele voltar a comandar os campeonatos. “Podemos sim retomar, mas nas nossas competições não vamos mais aceitar times que façam ameaças contra os adversários para poder vencer um jogo. Futebol é diversão, é disputa saudável, e não um campo de guerra”, advertiu.

Paixão pelo futebol

Tião começou a jogar no próprio time, o Costeira, em 1979, e nesse mesmo ano já começou a organizar campeonatos. Atualmente não disputa mais competições, mas todas as segundas-feiras à noite faz questão de se reunir com amigos para bater uma bolinha. Nos anos 80 ele jogou pelo São Paulo, e foi em 1986 que fundou o Centro Esportivo Costeira.

“Pelas minhas contas já organizei mais de 50 competições, entre Veteranos, Campeonato de Bairros, Campeonato do Boi, Campeonato Livre e Campeonato Regional. Durante alguns anos tive o apoio da Secretaria Municipal de Esportes, depois o apoio veio apenas dos clubes participantes. Mas sempre tivemos o reconhecimento pela organização e disciplina”, disse emocionado.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: Everson Santos

Publicado na edição 1196 – 23/01/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*