Início / Notícias / Coronavírus / Em 4 meses, Espaço do Empreendedor já passa dos 200 pedidos de crédito

Em 4 meses, Espaço do Empreendedor já passa dos 200 pedidos de crédito


Desde o início das medidas anunciadas pelas autoridades de saúde para conter a pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Araucária, através do Espaço do Empreendedor, disponibilizou linhas de crédito, no intuito de ajudar os micro e pequenos empreendedores e trabalhadores informais, a enfrentarem a crise causada pela paralisação ou redução drástica das suas atividades. As linhas são cedidas por meio da Fomento Paraná, instituição financeira do Governo do Estado.

Segundo informou o órgão da Prefeitura, desde março, quando começou a pandemia, até a data de hoje, foram recebidos cerca de 200 pedidos de crédito, aproximadamente 85% proveniente de microempreendedores individuais, e o restante de microempreendedores ou empresa limitada (Ltda). Destes, algo em torno de 100 já foram deferidos, e alguns estão na fase de assinatura da documentação, outros ainda estão tramitando.

Dos indeferidos, a maioria foi por restrições no CPF ou CNPJ, constantes no Cadin ou Bacen. “Muitos também acabam sendo indeferidos por conta da capacidade de endividamento, ou seja, a Fomento Paraná, consultando as informações financeiras do tomador, identifica que este já tem dívidas que comprometem a capacidade de pagamento do mesmo, e diante disso não concede o crédito. Quanto à documentação exigida, os problemas são menores, geralmente voltados à questão de legibilidade”, explicou a Prefeitura.

O Espaço do Empreendedor ressaltou que o número de solicitações registradas até agora surpreendeu as expectativas. Tanto que os pedidos feitos nesses primeiros quatro meses de 2020, equivalem a mais que o dobro dos pedidos registrados no período de janeiro de 2018 a dezembro de 2019. “Por conta da grande demanda, as análises dos processos passaram a demorar um pouco mais”, explicou o Espaço.

Linhas disponíveis

Entre as linhas disponíveis está a Paraná Recupera, a mais procurada, que foi criada durante a pandemia, e disponibiliza valores até R$ 6.000,00, com taxa fixa de juros de apenas 0,41% ao mês, carência de até um ano para começar a amortização do financiamento, em 24 parcelas, e sem necessidade de avalista. Porém, é preciso ter mais de um ano de CNPJ, completos até 15 de março. Quem tem menos de um ano também pode conseguir o crédito, mas com um valor menor, desde que tenha aberto CNPJ antes do dia 15 de março. O valor nesse caso pode chegar a até R$ 3.000,00.

Outras linhas são a Micro Fácil e Banco da Mulher, que têm praticamente as mesmas características. Ambas precisam de avalista. O valor disponível para o MEI é de até R$ 19.500,00 e para microempreendedores ou empresa limitada (Ltda), os valores podem chegar a R$ 100mil, R$ 200mil ou mais, dependendo da capacidade de pagamento da contratante. “Lembrando que para os valores acima de R$ 20 mil, além do avalista, é preciso apresentar carta de aval de uma sociedade garantidora de crédito (SGC) ou FGI. Esta é regra da Fomento Paraná e de outras instituições financeiras. Também convém ressaltar que cada linha tem sua peculiaridade, sua abrangência e exigências, de acordo com a classificação da empresa e o tempo de CNPJ. Por isso, é importante entrar em contato com o Espaço do Empreendedor, para tirar as dúvidas possíveis”, explica o Espaço.

Serviço

Todas as informações sobre as linhas de crédito disponíveis poderão ser obtidas através do WhatsApp do Espaço do Empreendedor: (41) 3614-1781.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: divulgação

Publicado na edição 1220 – 09/07/2020

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*