Home / Notícias / Geral / Equipes de saúde vacinam a população contra a febre amarela

Equipes de saúde vacinam a população contra a febre amarela


Foto: Secretaria de Saúde

 

Com o objetivo de garantir a proteção das pessoas contra a febre amarela, equipes da Secretaria Municipal de Saúde estão indo ao encontro dos moradores para fornecer a vacina. Na tarde desta quinta-feira, 21, profissionais de saúde estiveram em um grande supermercado do bairro Costeira para a vacinação de funcionários e clientes. Em outras regiões, já houve visita a indústrias e, no caso da zona rural, visita de porta em porta aos moradores. A vacina é destinada a pessoas de 9 meses a 59 anos que nunca receberam a dose. Quem já recebeu uma dose da vacina (mesmo que há muito tempo) não precisa de outra; já está protegido.

No caso da rede de supermercados, a empresa entrou em contato com a saúde para viabilizar a vacina aos funcionários que ainda não haviam tomado a dose. A partir disso, houve a ideia de enviar uma equipe e fornecer a dose também aos clientes. As indústrias e empresas podem entrar em contato com a unidade básica de saúde mais próxima do estabelecimento para verificar como oferecer a vacina aos seus colaboradores.

Araucária não tem casos registrados de febre amarela. E para o município continuar sem casos é que a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) está com diversas estratégias para intensificar a vacinação voltada para quem nunca tomou a dose. Todas as unidades básicas de saúde de Araucária estão realizando a vacinação de segunda a sexta-feira. As senhas da sala de vacinação estão sendo entregues, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30 nas unidades da área urbana e das 8h30 às 16h na área rural.

A recomendação é que o usuário leve carteira de vacinação e um documento de identificação. No caso de quem não tem como comprovar ter tomado a vacina, a recomendação da Saúde é para que a vacina seja fornecida.

Ressalvas

Pessoas acima de 60 anos, gestantes, mulheres amamentando, pessoas que apresentam reação alérgica grave a ovo e pessoas com HIV/AIDS devem buscar orientação com os profissionais de saúde para avaliar se a vacinação nesses casos é recomendada ou não. Bebês menores de 9 meses, pessoas que passam por quimioterapia ou radioterapia, transplantados são exemplos de algumas das situações em que a vacina não é indicada. Os profissionais de saúde da unidade básica mais próxima podem esclarecer quaisquer dúvidas sobre quem pode ou não ser vacinado.

Texto: Prefeitura Municipal de Araucária

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*