Anghellus Vettorazzo Chaves, de 11 anos, membro do 6º Grupo de Escoteiros Gralha Azul, foi condecorado com o distintivo Cruzeiro do Sul, considerada a maior distinção dentro da Alcatéia, entregue somente aos lobos corajosos e determinados. Desde 2017 no grupo de escoteiros, o jovem cumpriu os requisitos para conquistar a certificação. Ele realizou todas as atividades previstas no 2º Guia do Caminho da Jângal (mapa de progressão), participou de mais de três acampamentos e acantonamentos, conquistou várias especialidades em pelo menos três ramos de conhecimento e ainda insígnias de Interesse Especial do Ramo Lobinho. Além disso, foi recomendado pelos Velhos Lobos e pela Roca de Conselho.

Parece muita coisa para um jovem de apenas 11 anos, não é mesmo? Não para o Anghellus, que tirou de letra o desafio, pois sempre foi muito determinado e focado. “Fiquei surpreso quando soube que receberia o distintivo, foi uma grande alegria, por saber que meu esforço dentro do grupo valeu a pena”, comemorou.

Para o grupo, a condecoração significa que o Lobinho, que já passou pela mística de travessia e agora está no ramo Escoteiro, vem apreendendo o que é o Escotismo, que está cumprindo a promessa feita, e obedecendo as leis da Alcatéia, atingindo os princípios e ensinamentos de Baden Powell. A partir de agora, Anghellus está preparado para nunca ser pego de surpresa, e para saber o que fazer diante do inesperado.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: divulgação

Publicado na edição 1190 – 21/11/2019