Início / Colunas / Waldiclei Barboza / Falta iniciativa!

Falta iniciativa!


 

Dados do IBGE apresentados nas últimas semanas apontam que o Brasil tem hoje mais de treze milhões de desempregados. Um recorde histórico, que alimenta um ciclo perverso em nosso país. Isto porque, sem emprego, o cidadão não consome, o que gera mais desemprego, sobrecarrega os sistemas públicos de saúde, educação e assistência social, aumenta a criminalidade e assim por diante.

Porém, embora este seja um problema nacional, é estranho que não estejamos vendo em Araucária um projeto sério da Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego (SMTE) que objetive fazer o enfrentamento desta situação em âmbito municipal.

O que temos é a SMTE se contentando em administrar a Agência do Trabalhador, carinhosamente chamada de SINE por todos nós. Ora, já passou da hora de quem comanda aquela secretaria oferecer ao chefe do Executivo um plano para combater o desemprego em Araucária. Até porque, se não é para isso que a pasta existe, melhor é extingui-la e passar a administração do SINE a outro órgão.

É óbvio que quem defende a atuação tímida da Secretaria de Trabalho dirá que a geração de empregos depende da melhora da conjuntura nacional. Em parte pode até ser, mas não numa cidade industrialmente pujante como Araucária. Aqui, a pasta pode ousar, pode não se contentar simplesmente em atuar passivamente como uma agência de empregos. Pode buscar parcerias com as indústrias, com os comércios, pode e deve buscar enxergar na crise a oportunidade de incentivar o empreendedorismo do trabalhador local. Isso, para ficarmos em poucos exemplos.

Um bom exemplo dessa timidez do comando da Secretaria de Trabalho e Emprego em ela própria empreender pode ser vista no caso do recente anúncio feito pela Prefeitura de que está prestes a iniciar licitações para contratação de obras da ordem de quase R$ 50 milhões. Ora, as empresas que ganharem essas licitações terão que contratar pessoal para executar esses serviços, certo? Pois então, e porque ainda não ouvimos a Secretaria de Trabalho e Emprego se mexendo para garantir que tenhamos gente qualificada para trabalhar nestas empreiteiras. Mais do que isso, ainda não a vimos se mexendo para garantir que essas vagas que serão abertas fiquem para trabalhadores de Araucária.

Do mesmo modo, incrível como a Secretaria de Trabalho não se preocupou em mostrar aos milhares de araucarienses desempregados que estão sacando valores de contas inativas do FGTS que, eventualmente, este dinheiro poderia ser utilizado na abertura de um pequeno negócio ou coisa do gênero, os qualificando, ensinando-os a empreender. Enfim, Secretaria de Trabalho, vamos trabalhar?

Comentários são bem vindos em www.opopularpr.com.br. Até uma próxima!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*