Compartilhe esta notícia

Ao contrário do que alguns pensam, não prometemos, agimos! E começamos cumprindo o Plano Nacional de Educação.

Meta 1: universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches, de forma a atender, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das crianças de até 3 (três) anos até o final da vigência deste PNE.

Dados disponibilizados pelo portal de cadastramento da Secretaria de educação nestes últimos dez (10) dias, registraram um marco nunca visto antes na educação da cidade. Com o chamamento das crianças que encontravam-se na lista de espera, todas as que fizeram o recadastramento e atualizaram seus dados estão recebendo as cartas matrículas para o ano de 2021, o que gerou considerável baixa nos números de espera por vagas para os CMEIs.

Se olharmos para o histórico dos números de vagas da Educação Infantil no Município, confirmamos que já foram tão exorbitantes, gerando inclusive ações judiciais, para que a administração pública de outrora resolvesse. Mas na verdade, quem está resolvendo é esta Gestão.

Vejam só. No ano de 2010 eram 1.500 crianças na fila, o que acabou fazendo com que o Município se tornasse réu numa ação civil pública movida pelo Ministério Público. Em 2015, as crianças na fila de espera eram 3.938. Foi nesta oportunidade que o Município firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o MP se comprometendo a resolver o problema. Em 2016, mesmo com o TAC, a lista de espera era de 3317 (2786 para creche e 531 para pré-escola). Em maio de 2017 conseguimos um avanço e a fila caiu para 2.666 crianças. Em novembro de 2018 havia na fila de espera 2.811 e, na semana passada, segundo dados do portal da lista de espera, que pode ser acessado por qualquer pessoa, essa fila era de apenas 164. Sem dúvida, uma vitória sem precedentes para educação infantil de Araucária.

É sabido que a Educação não é feita por números! Os números são próprios de uma Administração séria! Porém, a qualidade vem da gestão que olha as pessoas. E isso sim é que faz a educação no município, o olhar para o outro!
A educação infantil é a primeira etapa da educação básica. Tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até 6 anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade (LDB, art.29).

Esse tratamento global do desenvolvimento infantil evidencia a indissociabilidade do educar e cuidar no atendimento às crianças. A educação infantil, como dever do Município, tem sido ofertada por esta gestão em CMEIs de qualidade e com segurança, com práticas pedagógicas planejadas no projeto político-pedagógico de cada Unidade.
A educação infantil é um direito de todas as crianças!

Em Araucária, os critérios de matrícula combinam vários fatores como, índice de vulnerabilidade social; faixa etária da criança; local de moradia; inclusão, mãe trabalhadora entre outros, o que tornou a lista de espera transparente, com disponibilidade de acesso a qualquer cidadão que a consulte no site da Prefeitura Municipal. É importante ressaltar também, que, apesar de existirem critérios para a classificação das crianças a serem matriculados nos CMEIs, esses critérios não podem restringir, impedir ou dificultar o direito da criança à educação, estes são na verdade critérios de prioridade e não de exclusividade.

O direito da criança à Educação Infantil requer que estas sejam recebidas no CMEI sendo consideradas suas características de criança, com um ambiente adequado, estimulante e seguro a cada fase do seu desenvolvimento, profissionais preparados e socialização com indivíduos semelhantes.

Os pequenos munícipes precisam de assistência, cuidado e consequentemente de educação dirigida, que lhe possibilite o desenvolvimento de suas faculdades mentais e físicas, aliada aos cuidados e a educação dada por sua família.

As crianças devem frequentar os CMEIs, pois a criança que tem o privilégio de fazer parte desse espaço educativo passa a ser “educada” e a relacionar-se com os objetos e materiais ali presentes de forma diferenciada, tendo também seu comportamento modificado. Muitos pais ficam na dúvida se matriculam seus filhos no CMEI, pois ainda há a visão que lá as crianças apenas brincam. Entretanto, as experiências, na fase inicial da vida, influenciam diretamente, no seu desenvolvimento. Ao viverem as práticas pedagógicas dentro do CMEI, as crianças convivem com pessoas diferentes, desenvolvendo tolerância, responsabilidade, respeito, expandindo suas relações sociais, desenvolvendo sua facilidade de se comunicar, trabalhar em equipe e enfrentar suas dificuldades com segurança.

Caso seu filho(a) não esteja na cadastrado para atendimento nos Centros Municipais de Educação Infantil, temos três canais para contato:

● https://araucaria.atende.net
[email protected]
● WhatsApp: (41) 3614-7438

Texto: SMED

Publicado na edição 1239 – 19/11/2020

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio