Home / Notícias / Política / Frase “infeliz” de vereador Elias Almeida repercute mal nas redes sociais

Frase “infeliz” de vereador Elias Almeida repercute mal nas redes sociais


Declaração foi dada durante a sessão desta semana. Foto: Everson Santos

Uma frase dita pelo vereador Elias Almeida (Cidadania) durante a sessão plenária desta terça-feira, 17 de setembro, repercutiu muito mal nas redes sociais desde então.

A declaração foi dada enquanto os vereadores discutiam o projeto de lei sobre as diretrizes para elaboração do orçamento municipal do ano que vem. Em determinado momento da análise do projeto, Elias resolveu falar sobre as emendas ao texto propostas por ele e pelos demais colegas de parlamento.

Embora a proposição de emendas seja de livre iniciativa de cada edil, Elias resolveu dizer que a apresentação delas só foi possível porque o prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) resolveu dar “um mimo” a cada parlamentar.

É claro que a declaração, no mínimo, “infeliz” não demorou muito para repercutir nas redes sociais. Até porque ela foi feita numa cidade que há pouco tempo viu uma legislatura inteira sendo presa acusada de corrupção pelo Ministério Público. Talvez até prevendo que a fala de Elias geraria polêmica, a presidente da Casa, Amanda Nassar (PMN), tão logo seu colega terminou de discursar, tratou de pontuar que aqueles adendos ao texto original da LDO não eram mimos coisíssima nenhuma. Pontuou também que houve sim conversas entre Câmara e Prefeitura sobre o tema, mas apenas para que as emendas fossem apresentadas de forma a atrapalhar o mínimo possível a execução orçamentária do Município. Outro que repreendeu Elias foi o vereador Fábio Alceu (PSB), que classificou a declaração como “infeliz”.

Algumas horas após a sessão ter sido encerrada, o trecho em que Elias se referia as emendas como “mimo” já havia ganhado as redes sociais. Às vésperas do início de um novo ano eleitoral, pessoas contrárias ao atual grupo político que comanda a cidade fizeram a festa. Tiraram de contexto a declaração, de fato, infeliz do vereador e compartilharam adoidado.

Embora a declaração de Elias tenha sido realmente infeliz, ela está longe de configurar algum tipo de crime. Até porque se estivéssemos falando de corrupção, de propina, é óbvio que o vereador não iria confessar o ilícito no microfone de uma sessão plenária transmitida ao vivo. Da mesma forma, as emendas apresentadas sequer podem ser configuradas como uma negociação entre o prefeito e sua base. Afinal, parlamentares sabidamente de oposição ao atual governo, como Tatiana Nogueira (PSDB) e Aparecido Ramos (PDT), também as propuseram.

O desgaste para Elias foi tanto que ele decidiu gravar um vídeo no final da tarde de ontem (18) explicando o que quis dizer com a expressão “mimo”. Aproveitou também para criticar quem recortou apenas aquele trecho específico da sessão e disse que isso era obra de uma oposição desesperada.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1181 – 19/09/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*