Home / Notícias / Geral / Gestantes estão tendo atendimento normal nas UBS

Gestantes estão tendo atendimento normal nas UBS


O pré-natal é o momento de cuidar da saúde da gestante e do bebê, além de esclarecer dúvidas, falar das questões emocionais, dos medos, da história pessoal de cada membro da família e de planejar o parto. Sendo assim, é um atendimento que não pode ser suspenso, mesmo durante este período de pandemia. Muitas gestantes de Araucária pensam dessa forma, mas estariam tendo dificuldades em realizar todas as consultas e exames necessários do pré-natal.

Uma delas, disse à nossa reportagem que sua gravidez é de risco, e mesmo assim, o médico teria dito que não seria necessário fazer a ecografia, para evitar que ela tivesse que ir até a clínica. “Imagine, se existe o risco de um aborto, a gente nem fica sabendo se o bebê está bem. Prefiro arriscar saindo de casa e fazendo o exame do que ficar na incerteza. Isso é um absurdo”, reclamou F.B. Segundo o Ministério da Saúde, até as 30 semanas, o acompanhamento das gestantes de risco habitual deve ser mensal. A partir de 31 semanas as consultas passam a ser quinzenais e, após as 37, semanal. Após as 40 semanas, é necessário um encontro a cada dois ou três dias. Outra gestante reclamou que só foi afastada do trabalho porque a empresa tomou a iniciativa. “Se dependesse do médico, mesmo sendo do grupo de risco, eu estaria ainda trabalhando”, comentou D.L.

Sobre as reclamações, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) informou que as unidades básicas de saúde estão acompanhando as gestantes normalmente, e tomando as medidas sanitárias necessárias devido à pandemia. Em alguns atendimentos, está sendo necessário remanejamento de pacientes entre médicos, para garantir a continuidade do tratamento. Destacou ainda que não há nenhuma alteração quanto às condutas médicas para solicitação de exames necessários ao adequado pré-natal de risco da gestante e do bebê. Ainda conforma a SMMA, apenas no mês passado, Araucária realizou mais de mil exames em gestantes (dentre ecografias e exames de laboratório).

Com relação aos atestados, a Saúde explicou que a concessão dos mesmos depende da avaliação médica, conforme patologia e condição de saúde do paciente. Em algumas situações é necessária a complementação do processo com participação do perito do INSS ou médico da empresa.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: divulgação

Publicado na edição 1215 – 04/06/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*