As casas que estavam em área de preservação ambiental foram desmontadas

 

Na tarde de segunda-feira, 21 de agosto, a Guarda Municipal de Araucária, seguindo determinação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, retirou aproximadamente 12 famílias de uma Área de Preservação Permanente – APP, localizada na avenida Avestruz, bairro Capela Velha. A ordem de desocupação de Área de Preservação Permanente – APP, foi expedida pelo Fórum local. Os guardas desmontaram os barracos e quando se retiraram da área, os moradores juntaram restos de madeira e entulhos e atearam fogo, interditando o trânsito na avenida.

A GM solicitou apoio da Polícia Militar, que foi recebida a pedradas pelos manifestantes. Segundo o Capitão Nelson Stoccheiro, comandante da 2ª Cia da Polícia Militar de Araucária, a PM precisou utilizar armamento não letal para conter o tumulto. “As casas estavam sendo erguidas naquele dia, inclusive esta área já está na justiça e tem mandado de reintegração de posse a ser cumprido”, esclareceu o capitão.

Moradores que tiveram casas desmontadas resistiram e fecharam a avenida

O secretário municipal de Segurança Pública, José Fortes, comentou que naquela ocupação irregular existem cerca de 40 famílias, mas apenas as que estavam em área de preservação foram retiradas. “Quando as pessoas invadem área de preservação ambiental o Município tem poder para atuar, mas quando a área é particular, como é o caso do local onde vivem as 40 famílias, isso não é possível”, explicou Forte.

Segundo ele, 24 guardas foram mobilizados na operação, que contou ainda com apoio das secretarias do Meio Ambiente e Obras.

 

Texto: Maurenn Bernardo / Foto: Marco Charneski