Início / Colunas / Delegado Recalcatti / Governo sinaliza novo tratamento para Segurança

Governo sinaliza novo tratamento para Segurança


O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou na semana passada que irá enviar à Assembleia Legislativa uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) assegurando a paridade e a integralidade aos servidores das forças de segurança pública que ingressaram após 2003, com a condição de permanecerem no serviço público por mais cinco anos ao estabelecido nas novas normas previdenciárias estaduais.

O anúncio foi feito durante uma entrevista coletiva em que foi confirmada a contratação de 200 escrivães de polícia aprovados em concurso público no ano passado (100 a mais que o previsto inicialmente). Na ocasião, também foi assinado o convênio com a Fundação Universidade Federal do Paraná (Funpar) para a realização de concurso público, neste ano, para 50 vagas de delegados, 50 de papiloscopistas e 300 de investigadores.

Essas duas medidas demonstram que o governador sinaliza com uma mudança de rumo no tratamento da segurança pública no Paraná. Isso me enche de esperança de ver a nossa Polícia Civil se reerguendo. Durante a conturbada votação da PEC da Previdência Estadual no ano passado, apresentei Emenda para assegurar a paridade e a integralidade a todos os servidores. Mas, infelizmente, a proposta foi rejeitada na época.

Mesmo assim, ainda durante o recesso parlamentar em janeiro, continuei negociando com as autoridades estaduais até chegarmos a uma proposta conciliatória beneficiando os servidores da segurança pública. Até esta segunda-feira, dia 16, o governo ainda não havia apresentado o texto da nova PEC mas, a princípio, ela deverá assegurar a paridade e a integralidade aos servidores que ingressaram após 2003.

Para que não ocorra forte impacto financeiro, os agentes de segurança deverão trabalhar mais cinco anos para terem direito ao benefício. Dessa forma, passarão a receber o mesmo tratamento dos Policiais Militares que são regidos por legislação federal. Os que não quiserem cumprir esse prazo de cinco anos deverão, no momento em que completarem os 30 anos de serviço, fazer a opção se desejam ou não a integralidade.

O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Coronel Rômulo Marinho, o delegado geral da Polícia Civil, Silvio Rockembach, e toda a sua equipe estão de parabéns pelo trabalho de resgate do orgulho de ser policial, pois sofremos muito nas últimas décadas. Os deputados Delegado Fernando Martins e Delegado Jacovós estiveram ao meu lado esse tempo todo lutando pela paridade e integralidade.

Afora os Policiais Militares, os demais agentes da segurança pública se aposentam recebendo cerca de 80% dos vencimentos de quem está na ativa. De acordo com o governador, a nova PEC faz parte de adequações que devem ser feitas após a Reforma Previdenciária do ano passado. O policial exerce uma atividade de risco, extremamente desgastante e, por isso, a própria legislação permite o tratamento diferenciado.

Publicado na edição 1204 – 19/03/2020

Compartilhe

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

x

Leia também

Nomes de peso debatem sobre “Setembro da Paz”

Reunindo pessoas de grupos e instituições engajadas no ativismo pela cultura de paz, tive o prazer de organizar e conduzir na manhã do último dia 4, uma sexta-feira, a audiência pública virtual que debateu o projeto de Lei 480/2020, de autoria do senador Flávio Arns, que prevê a criação da ...

Tratamento diferenciado do câncer infantil

Foi inaugurado na semana passada o Hospital Erastinho, maior complexo oncológico infantil do Sul do país, cujo projeto foi iniciado há cinco anos, em 2015. Idealizada pela direção do Hospital Erasto Gaertner, no bairro Jardim das Américas, em Curitiba, a construção envolveu sociedade organizada, parlamentares, governo e iniciativa privada. Fui ...

O “arrancadão” ganha espaço em Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu vai ganhar uma das mais bem equipadas pistas do esporte motorizado do país. De olho em mais atrações turísticas para a cidade no pós-pandemia, o prefeito Chico Brasileiro lançou na semana passada o edital de licitação para a execução das obras de terraplanagem da Pista de Arrancada ...

A urgente necessidade de contratar 200 escrivães

Na semana passada, apresentei um requerimento ao governo estadual com pedido de providências para a contratação imediata dos escrivães que foram aprovados em concurso público da Polícia Civil do Paraná, realizado em 2018. Apesar do ato de convocação de 200 aprovados publicado em 12 de março, eles efetivamente não tomaram ...

Saúde mental na segurança pública

Hoje quero abordar neste espaço semanal um tema que considero muito difícil e que deve ser tratado com profundidade e seriedade: a saúde mental dos servidores e das servidoras da área da segurança pública do Paraná. Policiais são vistos como heróis. Mas a verdade não é bem assim. Entre as ...

Integração tecnológica para o combate da criminalidade

Um grande avanço para a segurança pública da Região Metropolitana de Curitiba foi concluído na semana passada pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SESP). Todas as 29 prefeituras da RMC assinaram os Termos de Cooperação Técnica para o compartilhamento de informações entre os órgãos de segurança estaduais e ...