Home / Notícias / Policial / Guarda Municipal de Araucária e Polícia Civil prendem suspeito de tentativa de feminicídio em Arapongas

Guarda Municipal de Araucária e Polícia Civil prendem suspeito de tentativa de feminicídio em Arapongas

Após receber um pedido de apoio da Delegacia de Polícia Civil de Arapongas, de que um homem com mandado de prisão em aberto pelo crime de tentativa de feminicídio estaria na cidade de Araucária, a Guarda Municipal local se dirigiu até o endereço fornecido pela equipe de investigação e conseguiu prender o suspeito. A prisão, que contou com o apoio da Polícia Civil, aconteceu no sábado, 2 de maio, na rua Manoel Ribas, no Centro, no momento em que o homem saia de um veículo. Na abordagem, a equipe confirmou o mandado em nome de Mário Alisson Velasco, 33 anos, suspeito de ter tentado assassinar a própria namorada, na madrugada de 26 de abril deste ano, naquele município.

Segundo a Polícia Civil do Paraná, as investigações apuraram que o suspeito e a vítima, de 27 anos, teriam terminado um namoro há cerca de 40 dias, relacionamento que já durava aproximadamente 11 anos. No final da noite do dia 25 de abril, o investigado teria procurado a ex-namorada para dar um presente, e quando a vítima teria saído no portão da casa, o homem a teria pego com força e a colocado dentro do carro. O suspeito teria levado a vítima até um milharal, onde a teria agredido com socos e chutes. Além disso, o suspeito teria cortado com uma faca, o cabelo da vítima, que ficou praticamente careca. A mulher teria alegado que durante as agressões, o homem repetia que iria matá-la. Na ocasião, a mulher teria conseguido fugir do suspeito.

Após o crime, a vítima procurou a PCPR e imediatamente foi aberto inquérito policial, e solicitada a medida protetiva e um mandado de prisão preventiva contra o suspeito, que fugiu do município na sequência. Ainda de acordo com a PCPR, o investigado possui antecedentes criminais por receptação, porte ilegal de arma de fogo, roubo agravado, associação criminosa, resistência e violência doméstica. Se condenado, poderá pegar de 12 a 30 anos de prisão.

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*