Home / Notícias / Policial / Homem fere a própria esposa e foge covardemente, sem socorrê-la

Homem fere a própria esposa e foge covardemente, sem socorrê-la


No sábado, 7 de dezembro, por volta das 23 horas, na rua Arapongas, bairro Capela Velha, uma mulher chamou a Polícia Militar para atender uma briga entre a sua filha e o genro. A equipe conversou com a mãe da vítima e essa contou que uma vizinha foi lhe chamar para avisar que o casal estaria se agredindo.

Disse ainda que quando chegou na casa encontrou a filha bastante machucada, e teve que chamar o Samu para prestar os primeiros socorros. Devido aos ferimentos, ela precisou ser levada até o Hospital do Trabalhador, em Curitiba. Após as agressões, o suspeito fugiu sentido ignorado e a equipe não conseguiu localizá-lo.

Publicado na edição 1193 – 12/12/2019

Sobre Redação

Redação

8 comments

  1. Avatar

    Pois é araucaria virou nisso faveloes com pessoas totalmente desqualificadas, graças as politicas do passado.E querem que esse fantasma da politica,que proporcionou tudo isso, volte absurdo

    • Avatar

      Já vi gente colocar a culpa no diabo, na violência e agora a novidade é colocar a culpa desses atos no PT… O cara que nasce porco, morre porco, meu filho. Não é um governo que vai fazer ele ficar bonzinho não. Acorda pra vida, filho

      • Avatar

        Onde o cara ali falou em PT??? Eu entendi ele falando governos passados de ARAUCÁRIA.

        • Avatar

          Tá defendendo? Leva ele pra casa.

          Espera ele explicar que o que causa o aparecimento de favelas é o Bolsa-Família, daí eu te explico que isso é do governo federal, Gustinho

        • Avatar

          Verdade a carapusa serve pra ele.Me referi a um prefeito que mora ali na estanislau grebos,que esta desde 89 por ai com sua cupula e no facebook ele quer voltar.

          • Avatar

            Inclusive numa esnquete no facebook ta ganhando de lavada.Deve ser votos daquelas viuvas ccs da epoca e dos proprios funcionarios publicos que ganhavam milhares de hora extra sem precisar apenas porque o cara era bonzinho ou paizao.Era isso nao era a saude educação

  2. Avatar

    Só não entendi como isso incentivou a criação de favelões…

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*