Início / Colunas / Indigne-se!

Indigne-se!


Por mais que algumas coisas se repitam constantemente nesta cidade, algo que, graças a Deus!, eu não perco é a minha capacidade de indignação. Sem ela, eu seria um alienado. Um conformado com o estado de coisas ao qual somos obrigados a conviver diariamente.

Meu último rompante de indignação foi na semana passada quando vi o péssimo estado de conservação do Centro Municipal de Educação Infantil Gralha Azul, localizado no loteamento de mesmo nome. Confesso que – novamente – senti asco do poder público municipal. A situação daquele prédio é inaceitável. É revoltante! Como – amigos leitores – queremos ser um país desenvolvido se uma cidade que arrecada cerca de R$ 2 milhões todo santo dia não consegue sequer oferecer uma estrutura adequada para que seus pequenos cidadãos fiquem enquanto os pais saem para ganhar o pão de cada dia e, com isso, alimentar o arcabouço tributário que sustenta o Estado?

Ora, leitores, que município é esse que, mesmo tendo cmeis como o do Gralha Azul, que certamente não é o único em estado lastimável em Araucária, prefere gastar uma fortuna superior a R$ 10 milhões num programa ridículo de mini-computadores portáteis ao invés de garantir uma educação infantil de qualidade para suas crianças?

Nosso governante municipal demonstra uma incompetência sem precedentes na história recente de nosso Município. Ele consegue ser pior do que foi das outras vezes que esteve à frente do Executivo local. Não muito diferente é a nossa Câmara de Vereadores, onde repousa inerte, perante tamanho descaso da Prefeitura, boa parte da vereança. É inadmissível que nossos edis não façam valer o poder que a Constituição Federal lhes deu para fiscalizar os atos do prefeito e cobrar dele a resolução de problemas como o do Cmei Gralha Azul.

Não podemos nos conformar diante de situações como essa. Fiquemos indignados perante tantos exemplos de incompetência que estão sendo esfregados em nossa cara pelos políticos que estão no comando de nossa cidade atualmente, pois é só a indignação que nos permitirá não cometer os mesmos erros que cometemos anteriormente ao ficamos a sós com aquela caixinha eletrônica, com botões nas cores verde, branco e laranja.

E você, amigo leitor, o que pensa sobre o assunto? Dê sua opinião e até semana que vem!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*