Início / Colunas / Isidorio Duppa / Internado no hospital

Internado no hospital


Médico falando que non tendo jeito, que iéu tendo mesmo que passar noite no hospital pra ficar sobre obiservaçón. Desgracéra Mésmo!!!! Primera véis na vida que iéu passando noite no hospital e só por causa de umas picada de abéia africana nos lombo. Médico falando que non podendo sair de cama proquê o veneno podendo se alastrar pelo corpo e pegar otros órgo que podendo parar e se parando iéu virando finado. Flortcha saiéu comprar pijama e troxe um de florzinha, iéu preguntô se non tendo pra home e Flortcha dizendo que despois que sair do hospital iéla usando. Me ponharón na enfermaria deitadón na cama e enfermera já foi dizendo que non podendo se mecher drumindo poriésto que tendo que amarar iéu na cama. Passaron umas corda nos pé, um cinto nas bariga e uma cólera nos pescoço e lá ficô iéu zoiando pro teto, Flortcha enton dizendo que proibido sendo ficar com doente e indo voltar pra casa. Passada umas duas hora começando a dar incômodo, iéu percizando dar uma mijada, esperô enfermera se achegar na enfermaria e foi dizendo pra iéla, meio que com vergonha na cara, que percizando fazer xixi. Enfermera deu um soriso na cara e foi dizendo que indo buscar a comadre. Desgracéra Mésmo!!! Será que iéla indo buscar comadre Milka pra me levar no banhero? Iéu falando pra enfermera que non percizando chamar comadre só soltar iéu das corda que iéu mesmo fazendo sirviço, enfermera enton foi me chamando de senhor florzinha, por causa do pijama e me falando que iéla ajudando no sirviço porque iéu tendo que fazer a coisa deitado, porque non podendo sair da cama. Se arependimento matasse iéu estando morto, como que vai fazer? Iéu non conseguindo fazer as necessidade com ninguém zoiando, inté pra mijar no coxo do salon paroquial iéu tendo que fazer concentraçón pensando que estando no mato. Enfermera voltô com uma bacia pratiada, alevantô minha bunda e enfiô bacia por debaxo, cobriu iéu com lençol e dizendo que despois de pronto só chamar iéla. Os doente que tavon do meu lado ficarom me zoiando e iéu fazendo de conta que non estando vendo, mas bixiga prendeu e non saiendo uma gotinha. Passô meia hora e enfermera preguntô se tudo pronto estando e iéu falando que non e percizando de ajuda, enfermera enton ponhô luva transparente e falando que iela ajudando, pegô no meu … no meu… é, nele mesmo! apontô pra baxo falando que podendo soltar. Desgracéra Mesmo!!! Agora que non saindo nada mesmo. Enton enfermera abrindo tornera da pia foi dizendo pra fazer concentraçón na água que dá certo, como que podendo dar certo? iéu estando com concentraçón em otra coisa bem diferente de água. Enfermera ficando quase uma hora segurando o dito cujo inté que iéu non aguentando mais soltando a água quente enchendo bacia. Que vergonha desgraçada!! Notro dia medico liberando iéu no hospital e quando saindo encontrando com enfermera que veio dando soriso e falando que se percisando de ajuda em casa só chamando iéla. Sabe, porque non? Afinal das conta nóis já temo intimidade.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*