Início / Colunas / Editorial / Já Passou da Hora

Já Passou da Hora


VVamos analisar minuciosamente as médias do Ideb de nossas escolas”, informou a Secretaria de Educação de Araucária ao ser questionada sobre o vergonhoso resultado que o Município obteve no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, divulgado na semana passada. Nosso escore, que já é muito baixo, fica quase indecente se for comparado ao valor que a Prefeitura gasta com Educação. Se comparado com outros municípios do Paraná com população semelhante, o nosso gasto com a área é duas, até três vezes maior. Mesmo assim, nosso desempenho é quase sempre o menor.

Quando a Secretaria diz que vai analisar os índices, preocupa, pois nos dá a impressão de que não existem indicadores internos avaliando cada etapa do processo de educação de nossas crianças. Pelo certo, a SMED já deveria saber qual é nosso desempenho. Não existe mágica. Se medir o problema só nas séries finais será muito mais difícil identificar onde a coisa está pegando. Outro indicador de que não existe um cuidado consistente com os resultados é o pavor e a quase repugnância que os profissionais da área em Araucária têm de terem seu desempenho medido. Mesmo que ninguém seja demitido, salário cortado ou qualquer prejuízo do tipo, ninguém parece se sentir confortável em discutir o assunto.

O que não dá, obviamente, é culpar somente os profissionais de Educação. Embora, em média, os salários do funcionalismo de Araucária seja um dos maiores da região metropolitana, nossos profissionais estão longe de conseguir dar o melhor que podem. Falta planejamento por parte da mantenedora, falta um projeto sério voltado para o aluno. Hoje, o que temos são os mestres preocupados com a carreira, os gestores com a próxima eleição e grande parte dos pais em ter um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham.

Obviamente, a solução não é simples, muito menos rápida. Mas uma coisa é certa: já passou da hora de começarmos a tratar com seriedade o tema Educação! Pense nisso e boa leitura.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*