Compartilhe esta notícia

O debate dos direitos dos animais ganhou força com o resgate de 178 cães da raça Beagle utilizados em um laboratório do interior de São Paulo no teste de produtos da indústria farmacêutica. No Brasil, usar animais como cobaias é permitido e a polícia informou que os ativistas dos direitos animais serão processados por furto. Abordar este assunto pode fazer com que amigos que militam a favor dos direitos animais sintam-se contrariados, mas certamente eles irão refletir sobre o tema. Afinal, se os considero amigos é porque aceitam debater ideias contrárias às suas convicções ou não os conhecia o suficiente para considera-los amigos. Mesmo sendo frontalmente contra a qualquer crueldade desnecessária infligida a um animal, considero que os testes com animais devam prosseguir, com a redução máxima do sofrimento das cobaias e certeza de sua absoluta necessidade. Para decidir o que é justo e necessário, entendo que temos que deixar de lado o aspecto puramente emocional e focarmos no indispensável à sobrevivência de nossa espécie. Afinal, mesmo quem aceita o uso de cobaia acha os beagles uns fofos e fica com pena ao saber que eles podem até ser sacrificados ao final de um experimento. É aceitável que vegetarianos exclusivos considerem um absurdo sacrificar um animal, mas para nós que comemos carne e para todos os demais carnívoros é algo aceitável, ou teremos que mudar urgentemente nossa dieta. Considero os leitõezinhos até mais bonitos do que os beagles e acho bem desagradável ver um animal inteiro com uma maçã na boca sobre a mesa, mas aprecio costelinha assada e linguiça defumada.

Usando um argumento até exagerado, daria para dizer que o simpático “Zé Gotinha” ajudou cometer um flagelo aos vírus que causam a poliomielite, doença já considerada extinta no Brasil. Mas, certamente, ninguém será contra ao combate da paralisia infantil que tanto sofrimento causou em passado recente. Os ativistas que resgataram os beagles dizem que eles estavam sendo usados em testes de efeitos colaterais de cosméticos e o laboratório informou que o teste era para desenvolver medicamentos de combate ao câncer, mas de qualquer maneira a ideia parece ser a de evitar sofrimento humano. No Blog Animal da Gazeta do Povo, Anna Simas disse que acha revoltante qualquer argumento que defenda o uso de cobaias e apoia o resgate dos beagles. O deputado Rodrigo Maia propôs a criação de um SUS animal, com parte dos já escassos recursos da saúde humana. Sem dúvida o debate é importante e devemos garantir o direito de cada um defender seu ponto de vista. Como sociedade, considero que devemos garantir o que é melhor para a maioria. Como acho este debate importantíssimo, convido aos que queiram comentar a posição que expus para que o façam no site www.opopularpr.com.br , seção Opinião.

Júlio Telesca Barbosa
Engenheiro Agrônomo

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio