Início / Colunas / Isidorio Duppa / Lindas garotas universitárias

Lindas garotas universitárias


“Lindas garotas universitárias”, sendo o que estando iscrivinhado na placa na frente da nova casa de luiz verméia que abriron na rodovia, iéu sempre quando passando de ômbinus tendo curosidade de dar uma espiada, non sendo que iéu sendo um destes frequentador destas casa, mas das véis iéu non negando que dando uma se achegada pra curar desassocego e sendo um bom investimento, um trintón, quarentón e quando a muiér tem dente custando inté uns cinquentón, mais iéstas podendo ser poco mais cara proque tendo moça ajeitada e ainda instruída por estando fazendo faculdade. Iéu se ajeitô, inté deu umas lavada nas parte principal, passô avanço nos suvaco, ponhô ropa de domingo e foi conhecer as lindas garotas universitárias. Que coisa de rico, que coisa de rico! Uma sala grande com sofá espaiado nos canto, mas non sendo qualquer sofá non, aqueles sofá que afundando bunda quase inté o chon, caxa de musca espaiada pelos quatro canto e tocando iéstes sertanejo universitário, uma bola briante refletindo luiz colorida de forma de bolinha, um bar com banqueta de madera como nos filme de caubói, uma pista de dança de madera encerada onde pessoal dançando com as universitária de saia curta, mais nem deu pra ver se iéra linda proque estando muito iscuro, enton iéu sentiu um cutucon nas costa e quanto se virando levando susto, uma baxinha com cara de home, quadradona e com blusa aparecendo o vale da teta, pintada de vérméio nas buchecha e com as parbebra com aquelas sombra azul claro, fedendo desodorante mistral, os cabelo paricido com bom bril e feia que inté doendo, iéla preguntô pra ieu se non querendo dançar, iéu enton falô com toda educaçón que non sabendo dançar musca de universitário proque nem acabando segundo ano do primário, enton aquela coisa saiéu mancando. Iéu se achegando perto do bar começô a obiservar as otra tréis moça que sobrando sentada e uma magrinha alta se alevantando do sofá, reta que nem táuba, foi se achegando e falando se iéu podendo pagar uma dose de marula, iéla non sendo ton feia, o que mais chamando a atençón sendo um papo que iéla tendo com uns cinco caroço, iéu preguntô proque que iéla precizando de dose de marula e moça falando que a casa ezége. Ezége? Nem iéu falando ton erado que nem iéla, ieu preguntô enton que facudade que iéla fazendo e moça dizendo que sendo de manicuriturismo, iéu nunca oviu tamanha bestera na vida e pediu licensa e pediu uma cerveza pro caxero, quando se achegando uma gordinha com as perna cheia de varize e com saia mostrando as volta de baxo da bunda, preguntando se querendo um porgrama, de curosidade iéu perguntando quanto custando e aquele tribufú falando que sendo só cento e oitenta real, iéu quase se engasgando com cerveza e pensando que iéla que tinha que pagar de ton feia que sendo, paguei quinze real na latra de kaiser e voltô pra casa pensando que iéstas lindas garotas universitárias devendo mesmo ter reprovado de ano na universidade da vida e só sendo linda mesmo despois pros bocó que pagando as dose de marula pra iélas.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*