Home / Notícias / Política / Meninas do Partido Verde acusam filho de Hissam de roubo

Meninas do Partido Verde acusam filho de Hissam de roubo


Rihad não quis falar muito a respeito

Rihad não quis falar muito a respeito

Genildo afirma que não houe roubo

Genildo afirma que não houe roubo

A campanha eleitoral ain­da nem começou, mas o clima já começou a ficar quente. Na tarde desta quarta-feira, 15 de junho, uma moça registrou um boletim de ocorrência contra o empresário Rihad Hussein Dehaini, filho do pré-candidato a prefeito Hissam Hussein Dehaini. No B.O., Vânia Antunes da Costa Sobczak, afirma que Rihad e o presidente do diretório municipal do PPS, Genildo Carvalho, teriam lhe roubado um tablet.

O caso teria ocorrido na Avenida Independência, no bairro Porto Laranjeiras, ainda na tarde de quarta. Vânia e outras duas pessoas estariam a serviço do PV fazendo uma espécie de pesquisa eleitoral com moradores daquela região. Enquanto aguardavam orientações da coordenadora do trabalho, Rihad e Genildo teriam chegado num carro Pólo, placas AYM-2050. A dupla teria descido do veículo e questionado sobre a pesquisa, Vânia teria explicado o objetivo do trabalho e, do nada, Rihad teria arrancado o tablet de sua mão, entrado novamente no automóvel e, ao lado de Genildo, fugido em alta velocidade.

Boletim de Ocorrência foi registrado na tarde de quarta-feira

Boletim de Ocorrência foi registrado na tarde de quarta-feira

Outra versão

Em contato com os acusados de terem roubado o tablet, estes disseram que as moças estão deturpando a história. Rihad disse apenas que há um interesse de se aproveitar politicamente da situação, mas não deu maiores detalhes alegando que não poderia falar naquele momento. Genildo, por sua vez, disse que, de fato, eles foram conversar com as moças, já que a tal pesquisa que elas estavam fazendo tinha o claro interesse de tentar difamar Hissam. “Elas faziam perguntas sobre o trabalho da Rosane e, do nada mudavam de assunto e começavam a perguntar se as pessoas votariam em candidatos que respondem a tráfico de drogas, a tráfico de armas e coisas do gênero. Se a pessoa questionasse alguma coisa, as contratadas do PV mencionavam que Hissam estaria respondendo a esses crimes, o que não é verdade”, explicou.

Ainda conforme Genildo, diante da situação, eles pediram para ver o tablet, onde estariam as perguntas difamatórias a Hissam, sendo que a moça o entregou consensualmente. O presidente do PPS e Rihad então teriam feito fotos das perguntas e, em seguida, devolvido o aparelho. “Inclusive, fiz registro em vídeo de que entregamos o tablet a ela justamente para que o episódio não seja utilizado politicamente”, afirmou.

Queixa-crime

Conforme apurado por nossa reportagem, além do boletim de ocorrência, o PV irá entrar na Justiça com uma queixa-crime contra Rihad e Genildo.

Texto: Waldiclei Barboza / Fotos: divulgação

Sobre Redação

Redação

5 comments

  1. Avatar

    A carapuça deve ter servido.

  2. Avatar

    Tudo bem o candidato hissan pps é um bom nome mas o que estraga e talvez estragara muito sao alguns nomes q estao em volta dele. E todos sabem que eles nao querem participar apenas como eleitor ou bom cidadao.Esse senhor carvalho ai acima é um deles.O vice tambem é outro pois ele saiu do ninho do vereador masi guloso em termos de barganhas que temos,imagina se nao aprendeu nada!

  3. Avatar

    É o tablet da discórdia !

  4. Avatar

    esse genildo é muito metido, se quisesse ajudar o hissam deveria se afastar dele

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*