Araucária alcançou nesta quinta-feira, 15 de julho, a triste marca de 1.006 de seus moradores contaminados pelo novo coronavírus. A barreira simbólica dos mil casos foi ultrapassada três meses e meio depois de termos o primeiro paciente testado positivo, isto lá em 1º de abril de 2020.

A trajetória da pandemia em Araucária mostra que entre o primeiro e o centésimo caso se passaram 65 dias. O tempo para alcançar o contaminado de número duzentos, porém, foi infinitamente menor: 14 dias. Para o caso de número 300 o intervalo foi menor ainda: 6 dias. Deste para o caso 500 foram oito dias. E do 500 para o contaminado 1000 míseros 13 dias.

Os dados divulgados ontem mostram também que já são 23 as vítimas fatais por Covid-19 em Araucária, das quais 12 são do sexo feminino e 11 do masculino. Todos os mortos tinham mais de trinta anos. Porém, o grosso dos casos fatais se concentra na faixa etária entre 70 e 79 anos: oito pessoas.

Os dados divulgados nesta quarta também dão conta que do total de moradores que tiveram diagnóstico positivo para o novo coronavírus, 579 já são considerados recuperados. Há, no entanto, 404 pessoas ainda em tratamento, sendo que destes 5 estão internados: três em leitos de unidade de terapia intensiva e 2 dois em leitos de enfermaria.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1221 – 16/07/2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.