Início / Notícias / Geral / Moradores do Tietê terão que esperar mais pelo asfalto

Moradores do Tietê terão que esperar mais pelo asfalto


O atraso na conclusão da pavimentação da Avenida Pedro Euzébio Lemos, popularmente conhecida como Estrada do Tietê, se arrasta há mais de um ano. O principal problema está no chamado Trecho 3, que compreende uma extensão de 8,10 km, entre as localidades de Palmital e Fazendinha e está sendo executado com recursos do programa Paranacidade. A empreiteira inicialmente contratada, não cumpriu com o que havia sido determinado no contrato, abandonou os serviços, e, com isso, há mais de um ano a obra está parada.

A boa notícia é que, segundo a Secretaria Municipal de Obras Públicas, recentemente a Prefeitura recebeu os recursos do Paranacidade e a autorização para a continuidade dos serviços. No entanto, o trecho alvo das reclamações foi subdividido em 3, e a nova licitação que será lançada contempla serviços que deverão ser executados em apenas 2,8km. “Se tudo correr bem, em cerca de 60 dias as obras deverão ser retomadas”, explicou a secretaria.

Ainda não há previsão para a continuidade dos serviços nos demais trechos, que vão completar toda a extensão da Estrada do Tietê. Enquanto isso, os moradores seguem aflitos, convivendo com os buracos, e com poeira em dias de sol e barro em dias de chuva.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1202 – 05/03/2020

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*