Home / Notícias / Policial / Noite de quinta-feira foi marcada por casos de violência doméstica

Noite de quinta-feira foi marcada por casos de violência doméstica


Somente na noite desta quinta-feira, 18 de junho, a Guarda Municipal de Araucária atendeu sete situações de violência contra mulheres. Isso mesmo! Sete casos de Maria da Penha. Em cinco situações, foi necessário apenas orientar as partes, porém, nas outras duas, teve prisão em flagrante dos agressores. Em um dos casos, um rapaz de 23 anos, inconformado com fim do relacionamento, invadiu a casa da mãe de sua ex-namorada, com quem tem uma filha de pouco mais de um ano, pegou a criança e a levou para sua casa. Para conseguir chegar até o bebê, o homem arrombou a porta da residência às 5 horas da madrugada. Mesmo com a insistência e a tentativa das duas mulheres de impedir que ele levasse a criança, o indivíduo a levou à força. A GM se inteirou da situação, foi até a casa onde o homem mora, e juntamente com a mãe da criança, a resgatou. O suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil para providências.

Na outra situação a GM foi acionada por um vizinho para atender uma briga de casal, mas quando chegou no endereço, o suspeito já estava dormindo e a suposta vítima disse que já estava tudo bem. A equipe então se retirou. Porém, cerca de 40 minutos depois, a GM recebeu um novo chamado, do mesmo endereço, e desta vez era a própria vítima pedindo ajuda. Novamente na residência, os guardas municipais encontraram a mulher do lado de fora, chorando muito, dizendo que havia sido empurrada contra um guarda-roupa com tanta violência, que chegou a quebrar o espelho. O suspeito também teria apertado os braços da companheira com muita força.

A mulher disse ainda que seu marido a humilhou na frente de suas filhas, com xingamentos “pesados”. Diante dos fatos e com a intenção da vítima em representar criminalmente contra seu companheiro, a equipe policial deu voz de prisão e o encaminhou à Delegacia de Polícia para as medidas necessárias.

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*