Início / Colunas / Notas Políticas / Notas Políticas – Edição 1176

Notas Políticas – Edição 1176


  • Bom pagador

A Prefeitura de Araucária recebeu do Tribunal de Justiça o selo de Bom Pagador. O mimo é entregue aqueles municípios que estão em dia com os chamados precatórios, valores devidos pelo ente público em razão de decisão judicial com o chamado trânsito em julgado.

  • Ano que vem

A propósito, no ano que vem Araucária terá que pagar 394 precatórios. A grande maioria é devido a servidores públicos que entraram na Justiça por conta de atraso no pagamento de promoções não pagas.

  • Gestões anteriores

É preciso ser justo e mencionar que a maioria desses precatórios é oriunda de promoções não pagas a servidores em gestões que antecedem a atual.

  • Mais de 1000%

Para vocês terem uma ideia do quanto cresceu o pagamento desses precatórios, na lei de diretrizes orçamentárias deste ano foi previsto R$ 1,5 milhão para pagamento dessas dívidas. Para o ano que vem a previsão é de R$ 18,2 milhões. Crescimento de 1113,33%.

  • Finalmente

Demorou, mas finalmente a Câmara de Vereadores aprovou o projeto de lei que autoriza a renovação do contrato de concessão de água e esgoto do Município com a Sanepar. A matéria ficou exatos nove meses gestando pela Casa.

  • Ruim com ela…

É consenso não só entre os vereadores, mas na cidade como um todo que a Sanepar não é a melhor prestadora de serviços de água e esgoto da face da terra. Os araucarienses têm sofrido muito com falta de água neste ano, a tarifa não é barata e o mau cheiro vindo da estação de tratamento do Iguaçu não é aceitável. Porém, é fato que não existe outra empresa com know how o suficiente para substituí-la. Tanto é que cidades paranaenses que ousaram romper a concessão e tentar tocar esse serviço de outra forma, como Maringá, por exemplo, estão tendo muitos problemas.

  • …Pior sem ela.

Logo, aqui vale aquela máxima. Ruim com a Sanepar, pior sem ela. E, em Araucária, ainda há um agravante. O contrato de concessão atual é precário. A Prefeitura poderia manter este acordo pelos próximos doze anos, como queriam alguns edis. Porém, fazer isso significava tirar dos cofres públicos algo em torno de R$ 8 milhões, dinheiro que – com o novo contrato – terá que ser repassado ao Município para investimento em ações ambientais.

  • Fiscalização

Também com o novo contrato, o Município passa a ter ferramentas claras, com embasamento na legislação vigente, para exigir que a Sanepar preste um serviço decente aos seus clientes. Cabe agora torcer e exigir que os órgãos responsáveis façam isso.

  • Plano Diretor

A Secretaria Municipal de Planejamento publicou edital para escolha de novos representantes de vários segmentos para integrar o Conselho do Plano Diretor. As inscrições serão feitas entre os dias 9 e 13 de setembro.

  • Vagas

As vagas disponíveis estão para o segmento dos conselhos municipais, organizações não governamentais, associações de classe, associações de bairro, regionais rurais e regionais urbanas. Se você se interessou e quer saber se preenche os requisitos para se candidatar, ligue no telefone 3614-1684 e tire suas dúvidas.

  • Eleições

A data marcada para a votação é 28 de setembro de 2019, às 4h, no anfiteatro da Prefeitura.

  • Cabrini

A Câmara deve votar nas próximas sessões o pedido de cassação feito pelo PSL contra o vereador suspenso Francisco Carlos Cabrini (PP). Ao contrário da última vez em que o caso foi analisado, a tendência agora é que haja votos suficientes para sua cassação. Como se sabe, são precisos 8 votos para que Cabrini perca o mandato.

  • PSL

Outra novidade nessa votação é que, ao contrário de outras representações feitas pelo PSL pedindo a cassação de vereadores, desta vez o partido deve fazer orientação de voto. Ou seja, o comando da legenda deve registrar em ata como os vereadores filiados à legenda devem se posicionar no caso concreto.

  • Dois

Como se sabe, são dois os vereadores filiados ao PSL: Alexandre Jacinto, o Xandão, e Celso Nicácio. O primeiro, porém, deve se declarar impedido de votar. Isto porque tem interesse direto na matéria, já que é ele quem herdará em definitivo a vaga de Cabrini. Nicácio, porém, estaria livre para votar. E caso o PSL faça mesmo a orientação: ele terá que jogar Cabrini aos leões.

  • Amanhã

Termina nesta sexta-feira, 16 de agosto, o prazo para que os interessados em adquirir a Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) manifestem esse desejo ao Citigroup, contratado pela Petrobras para assessorá-la no processo de privatização da Repar.

  • Em dinheiro

O prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) estuda a possibilidade de alterar a forma de pagamento aos servidores públicos do benefício do auxílio-alimentação. Ao invés do crédito em cartão, a ideia seria depositar, em pecúnia, o valor direto na conta do funcionário.

  • Multas

Dados do portal da transparência do Município mostram que a receita oriunda de multas de trânsito entre 1º de janeiro e 14 de agosto deste ano totalizou até R$ 2,1 milhões. Embora o dado seja público e possa ser consultado por qualquer pessoa, teve integrante da Câmara que esta semana durante a sessão voltou a falar besteira sobre essa quantia. Disse que a arrecadação com multas teria alcançado R$ 8 milhões.

  • Hoje e amanhã

Para quem ainda não está sabendo, nesta quinta e sexta-feira, dias 15 e 16 de agosto, acontece no 1º Fórum Araucária. O encontro é promovido pelo O Popular em parceria com a FAE e tem início às 18h30, no campus Araucária da Faculdade, que fica ali em frente ao Teatro da Praça. Serão 14 palestrantes e debatedores discorrendo sobre temas como inovação, tecnologia, combate à corrupção, plano diretor, conselho de desenvolvimento econômico, entre outros. Também nesta edição, como complemento ao Fórum, você está recebendo um suplemento especial sobre a nossa Cidade Industrial. Não deixe de ler.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1176 – 15/08/2019

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*