Home / Colunas / Notas Políticas / Notas Políticas – Edição 1206

Notas Políticas – Edição 1206


Mandetta das Araucárias

Por Araucária, quem anda mostrando muita desenvoltura na gestão da crise que a pandemia do coronavírus impôs é o secretário de Saúde, Carlos Andrade. Bem articulado e capaz de manter uma visão global do que precisa ser feito para preparar a cidade para o período de pico da doença, que ainda não chegou, ele tem sido muito elogiado pelos profissionais técnicos da Secretaria de Saúde e pelo prefeito Hissam Hussein Dehaini.

Portas abertas

Outro ponto a favor de Carlos é a porta aberta que ele tem junto ao Governo do Estado. Presidente do conselho dos secretários municipais de Saúde do Paraná, ele tem trânsito livre tanto com Beto Preto, secretário de Estado da Saúde, quanto com o próprio governador Ratinho Junior.

Não atrapalha

Outra vantagem de Carlos é que, ao contrário do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ele não é atrapalhado pelo chefe na execução do seu trabalho

Terminando

Além de ter que lidar com a pandemia, alguns políticos locais estão dedicando parte de seu tempo esta semana para decidir em qual partido vão sossegar para encarar as eleições deste ano. Como se sabe, o prazo final para filiações dos interessados em disputar o pleito de 2020 termina na sexta-feira, 3 de abril.

Contas

E para definir em qual partido se filiar, o negócio dos pré-candidatos é fazer conta. Calcula daqui quantos votos tem condições de conseguir, pensa dali se o adversário vai ou não fazer mais votos e assim vai.

Sem grana

E como já dissemos em outra oportunidade, ao contrário de outras eleições, esta será a campanha mais franciscana da história de Araucária. Todo mundo anda meio quebrado e quem tem dinheiro não está muito disposto a gastar com política.

Sem muita renovação

E anotem aí: fechadas as composições partidárias não veremos grandes renovações entre os interessados em disputar o pleito deste ano. Serão as mesmas figurinhas de sempre, que já foram candidatos ou sempre estiveram envolvidos com a política local.

Conversas

Como não poderia deixar de ser, a montagem do maior quebra-cabeças é para montar as chapas que integrarão a base de apoio à reeleição de Hissam. A chapa majoritária deve ter quase dez partidos. Porém, com o fim de coligações proporcionais, isso significa montar quase dez chapas puras de candidatos a vereador. Agora, pensem, como alinhar todos os anseios e frustrações desse pessoal deve dar dor de cabeça. Justamente por isso, até o apito final, não é possível bater o martelo acerca do destino desse ou daquele pré-candidato.

Observando

Ainda sem destino certo está o vereador Fábio Alceu. No entanto, no PSB dificilmente ele fica. A chapa de candidatos ali não ganhou peso. Com isso, a tendência é que ele migre ou para um partido mais alinhado à base ou vá para o MDB, que também não tem lá muita coisa para oferecer em termos de votos para fechar quociente. Hoje, o único nome com algum destaque lá é Olizandro Junior, neófito em campanhas, mas que – comenta-se – pode surpreender.

Amanda

A presidente da Câmara, Amanda Nassar, é outra cujo destino é uma incógnita. Pode ser que vá para o PSL, pode ser que vá para o PSD ou mesmo para o Prós. Há quem diga, no entanto, que ela não estaria muito interessada em ser candidata à reeleição e sim estar numa chapa majoritária. Ela, porém, não confirma isso.

Exemplo

Em tempo de coronavírus, quem deu exemplo de agilidade para cumprir sua função institucional foi o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Com pautas urgentes para analisar, principalmente com relação a destinação de recursos do Fundo da Infância e Adolescência (FIA), os conselheiros realizaram uma plenária virtual por meio de um aplicativo. Assim, conseguiram deliberar o que era preciso ser deliberado sem quebrar o isolamento recomendado pela Organização Mundial de Saúde.

ICMS

Mesmo com o coronavírus, ainda não foi possível sentir eventuais impactos nas transferências de ICMS para o Município. Março terminou com R$ 37,7 milhões entrando nos cofres municipais. Em março de 2019 este valor foi de R$ 32,8 milhões.

Mais merenda

A Secretaria de Educação adquiriu mais 750 kits de alimentação para fornecer para os alunos da rede municipal de ensino em situação de vulnerabilidade social. A entrega deve ser feita até o final do mês. Os kits vêm com achocolatado, açúcar, arroz, biscoito, chá, extrato de tomate, feijão preto, gelatina, leite, macarrão e óleo. Por sua vez, o Governo do Estado também andou renovando os estoques de merenda dos colégios estaduais. Com isso, os diretores dessas entidades já conseguiram montar uns kits para enviar para seus alunos.

Comércio local

Mais do que nunca é importante que os moradores de Araucária valorizem o comércio local na hora de fazer suas compras. Como se sabe, são as micro e pequenas empresas que, somadas, mais geram empregos à nossa comunidade. Então, coloque tudo isso na hora de fazer suas compras nesses tempos em que todos precisamos nos ajudar por conta dos impactos causados ao mundo pelo coronavírus.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1206 – 02/04/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*