Início / Colunas / O pai do reajuste

O pai do reajuste


Estava na Câmara Municipal de Araucária na semana passada quando foi votado o projeto de lei que reajustou em 22,71% a taxa de iluminação pública dos consumidores de energia elétrica desta cidade. Confesso que por alguns segundos cheguei a pensar que estava preste a presenciar a vitória da população araucariense naquela Casa de Leis. Sim, porque os votos contrários ao aumento eram votos em favor do cidadão de bem, que reside neste Município. Já os votos pelo reajuste eram votos pelegos, dos edis que pertencem à base e parecem não pensar… apenas votam conforme o grão-mestre tucano local ordena.

Admito que fui surpreendido negativamente pelo voto do presidente da Câmara, Rui Sérgio Alves de Souza (PT), o grande vilão do reajuste da taxa de iluminação. Ele, aliás, em minha opinião, é o único culpado por termos que pagar 22,71% a mais de COSIP (Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública) em nossa conta de energia elétrica a partir de agora. Zezé, nesta situação é completamente inocente. Afinal, alguém se surpreendeu com o fato do prefeito tentar entrochar na população o aumento da iluminação pública? É claro que não! Ninguém mais fica surpreso quando ele faz (ou deixa de fazer) qualquer coisa.

Do mesmo modo, não há como culpar o quarteto biônico, composto pelos vereadores Alex Nogueira (PSDB), Adriana Cocci (PTN), Ismael Cantador (PTB) e Pedrinho Nogueira (PTN). Seria ingenuidade nossa se algum dia tivéssemos – sequer – considerado a hipótese deles votarem contra a administração. Logo, toda a culpa a Rui!

E nem poderia ser diferente! Ora, uma semana antes, o sujeito havia dito que os votos que recebeu para deputado estadual nestas eleições eram, de certa forma, um recado de que a população de Araucária não estava satisfeita com a Prefeitura e que ele havia entendido a mensagem. Entendeu bulhufas!

Ou, entendeu muito bem e negociou o recado, o que seria uma tremenda traição para com seus eleitores. Entretanto, não quero conjecturar que o presidente tenha negociado o seu voto. Prefiro acreditar que ele é um político Ruim mesmo e que não sabe defender os interesses de seus eleitores. Por isso, que ele fique rotulado nesta cidade como o Pai do reajuste da iluminação pública. Toma que o filho é teu, se bem que quem pagará a pensão somos nós!

Mas, e você amigo leitor, que motivos acha que poderia ter feito Rui votar a favor do reajuste? Dê sua opinião e até semana que vem!
 

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*