A informação de que a Prefeitura de Araucária irá restabelecer o sistema de estacionamento rotativo, sem dúvida, é uma excelente notícia para o comércio local, bem como para os motoristas araucarienses.

A introdução do EstaR na cidade, isto no ano de 2010, foi uma evolução muito bem vinda. Porém, infelizmente, ao longo dos anos, o modelo ado­tado pelo poder público local se mostrou ineficiente. Totalmente online, adquirir créditos para poder parar o veículo se mostrou um desafio tão grande quanto conseguir uma vaga de estacionamento no período pré-EstaR, digamos assim.

Logo, não se pode dizer que a decisão tomada pela Prefeitura no ano passado foi inadequada. Muito pelo contrário, não era mais possível manter aquele sistema de EstaR gerenciado pela Sertell.

Da mesma forma, a interrupção da rotatividade de vagas também teve um caráter pedagógico em muita gente em Araucária, que reclamava – e muito – do estacionamento rotativo, mas que sem ele entendeu a importância da demo­cratização das vagas públicas e sua regulamentação. Passamos então a ter um anseio pela voltar do EstaR.

Interessante também é a nova roupagem que a Prefeitura pretende dar ao EstaR, com os motoristas podendo parar seus carros sem a necessidade de adquirir tíquetes ou créditos para isso. Ele só será “cobrado” (as aspas aqui são importante porque a cobrança será uma punição, com pagamento de multa e acúmulo de pontos na CNH) se ultrapassar o prazo estipulado para utilização das vagas. Sem dúvida, estamos diante de um novo avanço. Boa leitura!

Publicado na edição 1141 – 29/11/18