Início / Colunas / Isidorio Duppa / Os nervosismos da flortcha

Os nervosismos da flortcha


Quando Flortcha minha irmã ficando iritada com alguma coisa, sai de perto! Fica com aquela cara feia, bem, mais feia ainda, fica vermelhona, os zóio parecendo que soltando labareda, chutando tudo que vindo pela frente, e olha que inté saiéndo umas fumacinha das zoréia. Piór de tudo que non adiantando falar nada pra se acalmar que iéla perdendo cabeça e ficando grossa, bem, pelo menos sendo grossa não ficando o cepo de magra que iéla sendo, mais grossa nos tratamento, fica xingando tudo mundo em polaco e se achegar mais perto podendo até voar um pinico na cabeça da gente. Único remédio sendo deixar iéla no canto dela inté reiva passar, iéu inté achando que réiva sendo igual a pilha Rayovac, no começo sendo forte daí perdendo a carga inté apagar por completo. Enton quando iéla tendo iéstes ataque iéu logo picando a mula e só voltando quando o gritero parando. Iéu uma véis com maior cuidado do mundo iéu falando que sendo bom iéla fazer consulta com um destes pepsicólo que tratando dos nervosismo, a desgranhenta só faltando jogar na minha cara a frigidera com toresmo gritando se iéu pensando que iéla estando loca. Outra véis iéu trazendo pra iéla uma caxa de maracujina que caxero da farmácia dizendo que sendo bom pros nervo e Flortcha dizendo que non indo tomar porcaria nenhuma porque iéla non tendo nada de deferente. Désgracéra Mésmo!!! De preocupaçón enton iéu resolveu percurar ajuda de uma destas pepsicola do Caps 2 que trata estas coisa como se fosse iéu que tendo o poblema e aprender como que lidando com Flortcha, Pepsicola enton falando pra iéu anotar num papel as coisa que dexon iéu furioso, como sendo o comportamento, quando que iésto acontendo e voltar pra outra consulta depois de um méis. Passado um méis enton Flortcha parecendo um doce de pessoa, educada, carinhosa, empenhada nos serviço, dando risada e prestativa nas ajuda da roça. Iéu inté pensando que estando curada, mais non sei que diabos acontecendo começando a ter os ataque de reiva do nada, iéu non perdendo tempo, pegando pacote de farinha anaconda foi anotando iscundido dela todos os comportamento e as reaçón com as coisa do jeito que pepsicóla tinha pedido. Foi enton pra consulta pra contar pra pepsicóla como sendo iéu com poblema, enton foi dizendo que raiva vindo do nada, que tudo parecendo que non prestando, que vida sendo uma droga, que dando vontade de quebar tudo que vindo pela frente, se alguma pessoa se aproximando iéu já indo soltando os cachoro, que non tendo vontade de trabaiar, de passiar e nem tendo pacença de assisti as novela, que comida non tendo gosto e ainda tendo uma dor isquisita na bariga que inté tendo que ficar de croque pra dor passar. Pepsicóla zoiando pra iéu com preocupaçón, ficando zoiando pra perede com cara de que sendo coisa feia, coçando cabeça, e iéu preguntando se sendo coisa grave. Enton Pepsicóla zoiando pra iéu foi dizendo que coisa sendo normal e que iéu devendo mesmo é estar com TPM. Desgracéra Mésmo!

 

Publicado na edição 1097 – 25/01/2018

 

 

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*