Início / Colunas / Editorial / Polaco em estado bruto

Polaco em estado bruto


Em nossa página seis desta edição há uma matéria especial sobre os sete anos em que Isidório Duppa publica suas histórias neste periódico. Em seus contos, o polaco aborda o cotidiano local pela perspectiva de um polonês “simprão”, porém muito esperto e absolutamente sincero. Isidório, como se sabe, é uma criação do empresário, produtor, humorista e compositor Gláucio Karas, referência na cidade, justamente por conta do perfil empreendedor, criativo e, acima de tudo, persistente.

Mesmo tendo uma grande quantidade de fãs na cidade, alguns que inclusive colecionam tudo a seu respeito, as colunas, livros, cartazes de shows, a impressão que se tem é que o maior reconhecimento do trabalho acontece além Rio Barigui. Nosso Município tem essa incômoda e, relativamente histórica, característica de não dar o devido valor para os talentos locais. Por isso, o Polaco, como é conhecido, já fez muito mais shows fora da terrinha das araucárias do que por aqui. A natural evolução de suas apresentações tipo stand up acabou evoluindo para a produção de peças de teatro que são presença garantida nos festivais da capital e em outras regiões.

Em seus textos, ele, intencionalmente, escreve errado, ou melhor, em um linguajar todo próprio, forçando, quase avacalhando o sotaque. Logo que as primeiras colunas foram publicadas, teve professor da rede municipal de ensino que as levava para trabalhar em sala de aula para mostrar aos alunos justamente o que não fazer. Havia ainda os que o odiavam, mas, com o tempo, perceberam que ele, na verdade, estava sendo autêntico e acabaram virando seus fãs.

Enche-nos de orgulho fazer parte desta história. Fica também o desejo que essa energia toda que ele tem inspire mais talentos a ir à luta e conquistar seu espaço, como ele fez. Pense, nisso, boa leitura e, como diria o próprio, um abrasson!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*