Home / Notícias / Policial / Polícia ouve testemunhas para elucidar morte de jovem e tentativa contra o marido em uma distribuidora de bebidas

Polícia ouve testemunhas para elucidar morte de jovem e tentativa contra o marido em uma distribuidora de bebidas


A Polícia Civil de Araucária tenta localizar os dois homens suspeitos pelo assassinado a facadas da jovem Saiomara de Oliveira Alves Moreira, 23 anos, e tentativa contra seu marido, em uma distribuidora de bebidas localizada na avenida Independência. O crime aconteceu na noite de 7 de junho; a moça não morreu no local, ficou internada entre a vida e a morte, e acabou falecendo no dia último 30. O marido teria levado cerca de sete facadas, em várias partes do corpo, e ela teria sido atingida na região da barriga. O casal foi socorrido e encaminhado ao hospital por terceiros.

Naquele dia, a moça, na companhia de uma amiga, teria ido até o estabelecimento comprar bebidas e salgadinhos para os filhos. Dois homens que estariam bebendo no local, teriam mexido com ela, e quando o marido teria ido tirar satisfação, a dupla teria partido pra cima dele com uma faca. Temendo que o marido fosse morto, Saiomara teria entrado na frente dele, para tentar conter os agressores, momento em que também teria levado várias facadas.

O marido contou que no dia do crime ele e a esposa estavam em casa, quando receberam o convite para ir até a residência de um casal amigo. “Eu não queria ir, mas minha esposa insistiu e acabamos aceitando o convite. Depois de um tempo em que estávamos lá, ela pediu se poderia ir até a distribuidora, na companhia da amiga, comprar os salgadinhos e algumas bebidas. Elas foram, e como estavam demorando muito, peguei meu filho menor, coloquei dentro do carro, e fui até lá. Quando cheguei, minha esposa ainda estava na fila, e percebi que ela apontou o dedo pro carro, e disse para um homem que naquele instante mexia com ela: ‘aquele é meu marido’. O homem então puxou o cabelo dela e eu desci do carro e fui tirar satisfação do porquê ela estava mexendo com minha mulher. Naquele momento, ele e um outro cara vieram cima de mim, me deram vários golpes de faca, e eu caí no chão. Minha mulher, vendo aquilo, se desesperou e entrou na frente, tentando conter os agressores, mas acabou sendo esfaqueada também”. O marido relatou ainda que o bebê, que ele carregava no colo quando chegou no local, foi entregue para a esposa, e quando esta foi defendê-lo, entregou a criança para a dona da distribuidora de bebidas.

O marido disse que dias depois do crime, teria reconhecido um dos suspeitos através do Facebook, e teria relatado isso para a polícia. A equipe de investigação da Delegacia de Araucária comentou que um dos suspeitos já foi reconhecido e que tenta identificar o segundo. Também está ouvindo testemunhas e familiares do casal para tentar elucidar o crime. “Não temos as imagens das câmeras de segurança do dia dos fatos, porque a informação do ocorrido só chegou até nós dias depois”, esclareceu a equipe de investigação.

Foto: divulgação

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*