Compartilhe esta notícia

No domingo, 15 de novembro, por volta das 21 horas, a Polícia Militar foi abordada por um cidadão na rua Maranhão, bairro Costeira, que se identificou como tenente reformado da Polícia Militar do Rio de Janeiro, atualmente motorista de aplicativo, que disse ter tido seu veículo roubado por dois sujeitos, à mão armada. O homem contou que havia deixado um passageiro naquele endereço, momento em que foi abordado pela dupla, entrou em luta corporal com um deles e conseguiu tomar sua arma. Depois disparou contra os mesmos, que revidaram. No revide, ele teria corrido para o mato para se abrigar, deixando a arma cair durante o trajeto. Segundo ele, a arma foi recolhida pelos bandidos, que fugiram com seu veículo Kwid.

A PM fez patrulhamento pelos arredores, mas não conseguiu encontrar os suspeitos. A vítima foi conduzida até a UPA para avaliação médica, pois tinha um corte na mão direita, mas recusou atendimento. No momento em que o policial da reserva seguia para a 2ª Cia para confecção do boletim, recebeu informação de que a equipe tinha localizado seu veículo na rua Primavera, e que este apresentava marcas de tiros no vidro traseiro. Como a PM já sabia que dois indivíduos haviam praticado assalto na região, mostrou à vítima fotos dos suspeitos no sistema SESP, e os mesmos foram reconhecidos. Ambos são moradores da região onde foi abandonado o carro. A viatura fez novas buscas pelas redondezas, mas os suspeitos conseguiram escapar.

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio