Poly com os filhos durante a solenidade de entrega do título
Poly com os filhos durante a solenidade de entrega do título

A Câmara oficializou na última terça-feira, 31 de maio, um título que a população de Araucária já havia dado há muito tempo a Osvaldo de Souza Poly: o de cidadão honorário da cidade.

Proposta pelo vereador Francisco Carlos Cabrini (PP), aprovada pela unanimidade da Câmara e sancionada pelo prefeito Olizandro José Ferreira (PMDB), a entrega da homenagem a Poly reuniu diversas figuras importantes da política araucariense, como os ex-prefeitos Rizio Wacho­wicz (DEM), Albanor José Ferreira Gomes (PSDB) e Edvino Kampa (PP), além da ex-deputada Rosane Ferreira (PV), o vice-prefeito Rui Sérgio Alves de Souza (PTC) e até, vejam só, o neófito em política, Hissam Hussein Dehaini (PPS).

Durante a entrega da placa que marca a concessão do título de cidadão honorário, o autor da proposta ressaltou o trabalho de Poly para a cidade e enfatizou que o animador está presente no coração de milhares de pessoas. “Esse é um título dado de coração, por tudo de bom que você fez aqui. Lembro das festas em Lagoa Grande, onde você ajudava meus pais na animação dos eventos, isso ainda quando eu era criança”, recordou.

Natural de Guarapuava, Poly é funcionário da Prefeitura há décadas, e muito conhecido em tudo quanto é festa comunitária e outros eventos realizados na cidade há vários anos. Quem nunca, numa comemoração dessas, não ouviu sua voz rouca dizer “quem me trouxer aqui uma galinha viva vai ganhar um pacote de balas”, ou “próximo número é… a idade de Cristo”, ou ainda “aqui na barraca da dona Maria você encontra…” e por aí vai.

Último a falar no evento de terça, o homenageado fez questão de agradecer a presença dos amigos, disse que não poderia pagar à honraria recebida de Cabrini e que isso caberia a Deus. Bastante emocionado, lembrou um pouco de sua trajetória na cidade e as parcerias que fez ao longo de todo esse tempo, parcerias essas que possibilitaram a realização de muitas das festas que ele animou.

História

Nascido em 17 de setembro de 1946, Poly veio para Araucária em 1951. Com dezesseis anos já trabalhava na antiga Radio Cambiju, que atualmente se chama Rádio Iguassu. Começou a trabalhar na Prefeitura em 1980 e por anos foi o locutor meio que oficial de festas, feiras, bingos e bailes da cidade. Ainda na ativa, Poly pode ser ouvido e visto na feirinha gastronômica que acontece no Terminal Rodoviário semanalmente.

Texto: Waldiclei Barboza / FOTO: Divulgação