Home / Notícias / Geral / PR enfrenta crise hídrica e a ordem é economizar água

PR enfrenta crise hídrica e a ordem é economizar água


O Paraná vive uma situação de emergência hídrica, provocada pela estiagem que castiga as cidades, principalmente na região de Curitiba, onde os rodízios no abastecimento de água têm sido cada vez mais frequentes. Segundo o Simepar, a seca já atingiu praticamente todo o estado. E em Araucária, onde fica uma das represas que abastecem a cidade, está entre os municípios que têm sido duramente afetados pela escassez de água. A situação é tão crítica, que os usuários que forem flagrados desperdiçando água, poderão ser autuados pelo Instituto Água e Terra (IAT).

Um dos fatores que tem agravado ainda mais o abastecimento, conforme a Sanepar, é o fato de as pessoas estarem casa em função da pandemia do coronavírus, consumindo mais água do que o habitual. “A população precisa entender que os sistemas de abastecimento estão no limite e que todos precisam colaborar e fazer uso racional e econômico da água”, alerta a companhia.

Dicas de consumo

Neste período de estiagem, atividades como lavar carros e calçadas devem ser evitadas. Também é importante reduzir a lavagem diária de roupa, acumulando peças e usando a capacidade máxima da máquina de lavar. A água do último enxágue do tanque ou da máquina pode servir para regar jardim e grama, ensaboar tapetes, tênis e outras peças. Pode ser usada ainda para lavar calçadas e pisos. Lembre-se: lavar as calçadas com a mangueira é desperdiçar água tratada. Para “varrer” a sujeira, use a vassoura.

Feche a cuba da pia, deixando um pouco de água. Ensaboe toda a louça e enxágue com água limpa. Não deixe a torneira aberta durante todo o tempo. Lembre-se que cinco minutos de chuveiro consomem 70 litros de água. Reduzir o tempo do banho faz muita diferença na conta.

Reduza o tempo da torneira aberta enquanto escova os dentes, ensaboa as mãos ou faz a barba. Torneira aberta manda para o ralo 20 litros de água por minuto. Prefira vasos sanitários menores, que utilizam menos água para a descarga. Se cada um fizer a sua parte, não vai faltar água para ninguém!

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: Raquel Krieger de Paiva

Publicado na edição 1212 – 14/05/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*