Home / Notícias / Política / Prefeitura avança para tornar Araucária uma “smart city”

Prefeitura avança para tornar Araucária uma “smart city”

Ao longo dos próximos meses Araucária vai ganhar uma rede de comunicação de alto desempenho e disponibilidade, que permitirá a transmissão de dados, voz e imagem gerada por todos os departamentos da Prefeitura, seja na área rural ou urbana, fazendo com que o Município entre no seleto grupo das “smart citys”, ou no bom português: cidade inteligente.

Essa evolução será possível graças a dois grandes passos que começaram a ser dados pela Prefeitura ao longo dos últimos anos: a construção de um data center de alta performance e implantação de uma infovia de 200 quilômetros de fibra ótica em toda a cidade.

Data Center

O data center já está sendo instalado numa sala cofre construída no próprio prédio da sede da Prefeitura e recebeu investimento de quase R$ 1,3 milhão, o que garantirá que os sistemas do Município funcionem 24 horas por dia 365 dias por ano. O data center terá capacidade para 128 unidades de armazenamento, podendo comportar simultaneamente até 42 switches, 30 servidores de dados e 2 petabytes. Só para efeitos de comparação, hoje o “datinha center” da Prefeitura 6 switches, 12 servidores de dados e 500 terabyte.

A sala cofre que abrigará esse data center terá temperatura controlada com aparelhos de ar condicionado super modernos, o que evitará super aquecimento das máquinas, garantindo a eficiência dos sistemas da Prefeitura. Um gerador próprio também permitirá que o data center não caia em situações de falta de energia.

Infovia

Já a nova rede de fibra ótica começa a sair do papel na próxima semana. Nos últimos dias foi assinado o contrato com a empresa que venceu a licitação para executar o serviço. A Sigmafone Telecomunicações Ltda. ofereceu lance de R$ 7,9 milhões e tirou a Net do páreo.

Os recursos para execução da infovia foram financiados pelo Município junto à Caixa. Agora, com o contrato assinado e ordem de serviços em mãos, a Sigmafone começa a trabalhar no projeto executivo da rede. Pelo cronograma da SMPL esta etapa precisa estar concluída em 30 dias. Posteriormente a entrega dos equipamentos e instalação da dos cabos de fibra ótica.

Inicialmente, a rede deverá ligar 185 pontos distintos, onde estão instalados serviços públicos, sendo que 30 destes postos de atendimentos, tidos como estratégicos, terão espécies de linhas de redundância, reduzindo quase a zero as chances desses locais ficarem com seus sistemas fora do ar.

A rede incluir ainda outros 104 pontos, que serão utilizados futuramente para um projeto de monitoramento por câmeras que a Prefeitura pretende implantar na cidade.

Depois de concluída, a infovia permitirá ainda que seja disponibilizado acesso a internet para a população em 50 áreas públicas, como parques e praças. Integrarão ainda as câmeras de monitoramento mantidas pela Guarda Municipal, o gerenciamento dos semáforos e o parque de iluminação pública geridos pela Secretaria de Urbanismo.

Outra vantagem da INFOVIA, segundo a Secretaria de Planejamento, será permitir que quase a totalidade das ligações telefônicas feitas pela Prefeitura hoje adotem o sistema VOIP, o que reduzirá as despesas com esse serviço em até 90%. Hoje, o Município gasta R$ 1,5 milhão por ano só com telefonia.

Texto: Walciclei Barboza

Publicado na edição 1212 – 14/05/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*