Depois do pregão, gastos com compra direta na Prefeitura caíram de R$ 14 milhões, em 2004, para R$ 7,7 milhões no ano passado

Cada vez mais a Prefeitura de Araucária vem optando por realizar seus processos licitatórios através da modalidade pregão, que confere maior transparência e muito mais economia ao município. O pregão funciona como um leilão ao contrário, onde a Prefeitura define um preço máximo que está disposta a pagar por algum produto ou serviço e os fornecedores vão dando seus lances de forma decrescente, sendo que aquele que oferecer o menor preço leva. “São duas fases.

A primeira é a de habilitação, onde os fornecedores interessados apresentam os documentos exigidos no edital da licitação e oferecem um valor inicial que estão dispostos a pagar. Só as três empresas que oferecerem os menores valores vão para a segunda fase do pregão, onde os fornecedores vão dando os lances até que um ofereça um valor que os outros concorrentes não possam cobrir, vencendo assim a licitação”, explica o diretor geral da Secretaria de Finanças, Carlos Bertan.

Ainda segundo Bertan, por orientação do prefeito Olizandro José Ferreira, todas as secretarias devem priorizar o pregão às outras modalidades de licitação. “Introduzimos esta modalidade de licitação na Prefeitura em 2005 e hoje ela já corresponde a 48% de todos os processos licitató­rios da Prefeitura”, comemora o diretor

Exemplo
Para se ter uma idéia da economia oportunizada através desta modalidade, na segunda-feira, dia 11, foi realizado um pregão presencial para a compra de equipamentos de informática para as secretarias municipais da Prefeitura. Nove empresas participaram do certame e ao final do processo o desconto obtido foi de 45%. “O valor total máximo para esse processo era de R$ 191.435,00. Esse valor diminuiu para R$ 86.147,00, o que resultou em uma grande economia. Nas outras licitações isso não é possível, pois o lance inicial é sempre o que prevalece, não podendo ser alterado, ao contrário do pregão” destaca o pregoeiro Sidney Azarias Inácio.

O pregoeiro explica ainda que o pregão pode ser realizado para a aquisição de bens e serviços comuns com qualquer valor estimado de contratação. O prazo para publicação do processo é de, no mínimo, oito dias. Desta forma há uma diminuição na burocracia e a prefeitura adquire agilidade, além da redução de preços, custos operacionais e tempo de duração do processo.

Pública
Como preceitua a lei de licitações, os pregões realizados pela prefeitura de Araucária são abertos ao público. As seções são realizada na Sala das Licitações, no térreo do Paço Municipal. As datas e os horários são divulgados em edital, que podem ser conferido no painel de editais, no próprio Paço Municipal, ou na página na internet da Prefeitura de Araucária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.