Home / Notícias / Geral / Procon Araucária dá dicas para que consumidores não caiam em armadilhas na Black Friday

Procon Araucária dá dicas para que consumidores não caiam em armadilhas na Black Friday

A grande ação de promoções no comércio, conhecida como Black Friday, acontecerá  na sexta-feira, 29 de novembro. Para orientar os consumidores da cidade, o Procon Araucária separou algumas dicas para quem quer aproveitar os descontos sem correr o risco de cair em fraudes. Pesquisas antecipadas, cuidados com comprovantes e informações confiáveis sobre as empresas são alguns dos pontos que precisam ser levados em consideração para evitar problemas.

Para o comércio eletrônico, a principal dica é procurar no site a identificação da loja, como CNPJ, razão social, endereço e canais de contato. Outra orientação é verificar na internet se os dados informados pela loja são reais. Sites que possuem telefone celular ou e-mails gratuitos como forma de contato, devem ser evitados. Para fazer compras online, procure utilizar computadores particulares. O uso de equipamentos disponíveis em Lan Houses, Cyber cafés, máquinas ou redes públicas, pode ser arriscado já que pode não haver proteção adequada para as transações. É recomendado também que o consumidor imprima ou salve todas as telas que comprovem a compra e a confirmação do pedido (capturas de tela, e-mails e nota fiscal de compra). Ofertas recebidas por e-mail devem ser verificadas com cautela.

Em relação aos preços, o Procon recomenda que os consumidores pesquisem os valores antes da Black Friday, para que não caiam em falsas promoções. A verificação pode ser feita online nos sites das empresas que participarão da Black Friday e de outros fornecedores, inclusive na data da liquidação. A atenção para os preços dos fretes deve ser redobrada, já que no ano passado alguns produtos tiveram a taxa de entrega elevada, fazendo com que o desconto não fosse tão benéfico ao consumidor. Caso o valor do frete pareça abusivo, o cliente pode denunciar ao Procon.

Para compras feitas fora do estabelecimento comercial, seja por telefone, em domicílio, telemarketing, catálogos ou lojas online, há o prazo de sete dias para a desistência da compra, sem que seja necessário apresentar justificativas, o prazo é contado a partir da aquisição do produto ou do seu recebimento.

Lista

Sites que exigem pagamento via boletos à vista devem ser evitados, ao receber a compra, o consumidor deve verificar o produto antes de assinar o documento de recebimento. O Procon mantém uma relação de lojas online que devem ser evitadas por receberem muitas reclamações. A lista está disponível no link: http://bit.ly/lista_procon .

O Procon reforça que o Código de Defesa do Consumidor estabelece o prazo de 30 dias para reclamações sobre problemas aparentes ou de fácil constatação no caso de produtos não duráveis e de 90 dias para itens duráveis, contados a partir de sua verificação. Essa reclamação pode ser feita para o próprio comerciante ou para o fabricante. As regras nacionais também são válidas para produtos importados, adquiridos em lojas brasileiras devidamente legalizadas.

O Procon de Araucária fica no km 22 da Rodovia do Xisto, nº 5815, na mesma estrutura da Secretaria de Trabalho e Emprego/Sine. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 14 horas e não fecha para o almoço. Mais informações: 0800-643-2834.

Texto: PMA

Foto: Everson Santos

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*