Home / Notícias / Geral / Professor de Portugal ministra curso sobre a inclusão do aluno autista

Professor de Portugal ministra curso sobre a inclusão do aluno autista


A psicopedagoga Monaliza Haddad, o professor Vitor Franco e o vereador Paulo Horácio

A psicopedagoga Monaliza Haddad, o professor Vitor Franco e o vereador Paulo Horácio


Nesta semana, profissionais da educação que atuam em Araucária e em outras cidades do Paraná, bem como mães e pais, participaram do minicurso “Intervenção Precoce e Inclusão Educativa nos Transtornos do Espectro do Autismo”, ministrado pelo Professor Doutor Vitor Franco, do Departamento de Psicologia da Universidade de Évora, em Portugal. A vinda do professor para Araucária se deu pela professora e psicopedagoga da rede municipal, Monaliza Haddad, através do Instituto Apren­dizagem e Desenvolvimento, e pelo vereador Paulo Horácio, autor da Lei nº 2.820/2015, que institui a Semana Municipal de Conscientização do Autismo em Araucária, com sua primeira e­dição em abril de 2016.

O minicurso aconteceu na Escola Vicentina Sagrado Coração de Jesus, das 18h às 22h, na última terça e quinta-feira. O professor Vitor Franco realizou sua explanação a partir de três pontos: transtornos do autismo, desafios da inclusão educativa e intervenção precoce. De acordo com ele, é importante realizar um bom trabalho com a família, capacitando-a para participar da vida de seus filhos de forma ativa. “Parto do pressuposto que é necessário instruir os grupos, família e comunidade, para que entendam que as pessoas são diferentes, e é necessário tratá-las com disparidade para que, enfim, o tratamento seja igualitário”, explicou Franco, acrescentando que o aluno autista tem necessidades diferentes dos demais alunos em sala de aula e a pedagogia deve ser amplamente estudada para que as diferenças possam ser aproveitadas da me­lhor forma possível. “ Se a professora propõe um jogo de xadrez para a classe, e somente o aluno autista consegue entendê-lo e ajudar os demais. Esta é uma incrível diversidade dentro de um pequeno grupo heterogêneo que precisa ser consagrada. Ou seja, uma excelente forma de promover a interação social”, ressaltou o professor.

Vitor Franco ministrou o curso na Escola Vicentina Sagrado Coração de Jesus

Vitor Franco ministrou o curso na Escola Vicentina Sagrado Coração de Jesus

Monaliza Haddad, organizadora do curso, comentou que a oportunidade de assistir a um curso ministrado por Vitor Franco é única. “Os métodos e a forma como o Vitor instrui é espetacular. Poderíamos ficar horas ouvindo-o e ainda seria pouco”, afirmou. Monaliza, que conheceu o professor em Portugal devido à sua tese de doutorado, resolveu trazê-lo para Araucária a fim comparti­lhar com os demais profissionais da educação a didática de Vitor, que ela considera muito coesa.

Dentre o público presente, estavam, além de profissionais de Araucária, representantes de Curitiba e Foz do Iguaçu. Tatiana de Oliveira Prado, fonoaudióloga em Araucária, contou que este ano está iniciando o atendimento com autistas e resolveu fazer o curso para agregar mais conhecimento e para ter uma visão diferente sobre o assunto. “O curso está sendo bem interessante. Apesar de ser mais voltado para a educação, as ideias são muito boas e eu estou absorvendo bastante informação para colocar em prática na minha profissão”, declarou.

Agora, a ideia é trazer Vitor Franco para ministrar cursos e demais palestras na Semana de Conscientização do Autismo. O vereador Paulo Horácio, responsável pela lei que estabelece a Semana, comentou que está trabalhando para aprovar uma emenda orçamentária que deve trazer recursos a serem investidos no evento. “Em Araucária temos aproximadamente 2 mil pessoas com autismo. A população em geral precisa ser mais tolerante com as diferenças, afinal ser um pessoa com deficiência não é um mal, pode ser um recurso”, declarou Paulo.

Texto: Rafaela Carvalho / FOTOS: IOHANA DE CAMARGO / RAFAELA CARVALHO

Sobre Redação

Redação

2 comments

  1. Avatar

    Que egoista essa monaliza, se diz professora da rede e chamou meia duzia de pessoas para uma palestra importante dessa.

    polittiqueira

  2. Avatar

    Meu Deus me explique e porque essa pessoa não trouxe esta outra pessoa importante na semana pedagógica para os professores do municipio? E ainda porque esta palestra aconteceu no espaço da escola vicentina? Porque não ocorreu nos espaços públicos? Esse fulano cobrou para falar para meia duzia de gatos pingados? E Esta tal de psicipedagoga dita como organizadora do evento esta realmente preocpada com os autistas do municipio? Ou foi só pra sair na foto? Teria vergonha de colocar uma noticias dessas no jornal. Mas fica a dica, muito mal aproveitado o tal especialista em autismo. Rídiculo.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*