Colher legumes e verduras no quintal de casa é a vontade de muita gente. E isso também é o desejo de muitos profissionais da educação de Araucária, só que em vez de casa, a horta será na unidade educacional em que trabalham. Prova disso, é que aproximadamente 60 profissionais estão participando do programa Ação Saudável, que aborda como organizar uma horta no ambiente escolar.

A iniciativa, além de complementar as refeições oferecidas às crianças e adolescentes, visa à mudança de hábitos alimentares. São aulas teóricas e práticas oferecidas pela Secretaria Municipal de Educação (SMED) em parceria com a empresa de alimentos Mondeléz e a ONG Inmed Brasil.

O objetivo do programa, que começou a ser aplicado neste semestre, é a melhoria de qualidade de vida de adultos e crianças por meio da construção de hortas escolares e comunitárias. A ação ainda prevê, a incorporação de produtos da horta na merenda escolar, atividades educativas com temas ligados a nutrição e qualidade de vida e a formação para professores e merendeiras.

No primeiro encontro, realizado neste mês, foram trabalhados aspectos teóricos sobre nutrição, alimentação saudável, pirâmide alimentar, índice de massa corporal e doenças relacionadas à alimentação como a obesidade. Como atividade prática, os profissionais receberam orientações de um técnico agrícola de como construir uma horta nas unidades educacionais.

A intenção ainda neste semestre é fazer visitas técnicas em todas as unidades que aderiram ao programa para verificar os melhores tipos de hortas nos espaços.