Início / Colunas / Isidorio Duppa / Proposta de emprego

Proposta de emprego


Flortcha tem tido serventia nas féria dela, casa tá briando soaio encerado que inté dando pra pentiar os cabelo, iéu inté ficando mais gordo com as cumida que iéla preparando e non sendo que a desgraçada cuzinha que nem mamai cuzinhando? Iéu indo pra roça com mais gosto e non vendo hora de voltar pro almoço, ropa tudo cherando sabonete que iéu inté sentindo vontade de tomar banho todo dia pra ponhar ropa limpa, iéu inté pensando em falar pra Flortcha desistir dos emprego na cidade e voltar de véis pra roça, podendo ajudar nos ganho aumentando produçón, despois, iela também sendo dona das tera que ficarón de herança da famía. Flortcha non ficando muito das animada proque na cidade iéla tendo mais recurso, mais conforto, salário estando garantido e ainda tendo féria, décimo tercéro e pis, se ponhar nas ponta do lápis sendo mais vantage de trabaiar por conta, despois inda somando tempo pras aposentadoria. Na cidade iéla podendo acompanhar as novela no televisor e fazer umas compra na Rui Barbosa. Iéu enton me coçô pra dizer que se iéla concordar em voltar iéu compra um televisor com desta antena parambólica e iéla podendo ir pra cidade de véis em quando comprar umas porcaria. Flortcha ficô pensando e achando que non sendo bom negócio proque na cidade tendo sinal de internet e de cebular e na roça único recurso sendo trepar nos pinhero pra pegar algum sinalzinho. Iéu me coçô e prometeu pra Flortcha que podendo chamar um destes ténico pra ponhar antena pra pegar os sinal. Flortcha ainda achando que non sendo bom negócio foi falando que na cidade tudo sendo perto que podendo ir a pé, mercado, farmácia, padaria, salon de beleza. Iéu me coçô e foi falando pra Flortcha que podendo mandar consertar o fusca e que iéla podendo aprender a dirigir e ficando mais fácil deslocamento. Flortcha ainda non achando bom negócio foi falando que na cidade tendo movimento das pessoa caminhando pra tudo quanto é lado que sendo divertido zoiar o povo. Iéu se coçô e foi falando pra Flortcha que podendo ir pra cidade quando querendo pra vender uns produto, fazer compra, passear, comer um pon com bolinho nos bar. Flortcha se coçô e dizendo que vai ficar pensando e notro dia dando resposta. Nem bem amanhecendo dia iéu iscuitô buzina no porton e se achegando uns tréis altomóvel, um do ténico de internet, otro entregando televisor, otro de antena parambólica, tudo preguntando se sendo casa da Flora Duppa. Flortcha enton explicando que tudo que iéu prometendo iéla já providenciando e só querendo que iéu non ficando brabo com modernidade se achegando. Desgracéra Mésmo!!!! Iéu enton preguntô pra Flortcha como ficando o emprego dela e iéla dizendo que já pedindo conta do trabaio no méis passado e tirô do bolso cartera de motorista falando que agora só faltando o mecânico pro fusca.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*