Home / Notícias / Política / Rota 66 cumpriu mandados em Araucária

Rota 66 cumpriu mandados em Araucária


Dois dos dezenove mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara Criminal de Campo Largo no âmbito da operação Rota 66 foram cumpridos em endereços localizados em Araucária. A ação foi deflagrada na terça-feira, 20 de agosto, pelo Ministério Público do Paraná com o apoio operacional do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

O objetivo da operação é apurar crimes envolvendo a concessão de alvarás irregulares pela Prefeitura de Campo Largo à Construtora Lyx Engenharia. A empresa, como se sabe, possui diversos empreendimentos em Araucária, alguns deles já concluídos e outros em obras. Dos que estão em construção destaque para o Residencial Atlanta, que está sendo erguido as margens da rua Presidente Costa e Silva, no bairro Campina da Barra.

De acordo com o apurado pelo O Popular, em Araucária foram cumpridos mandados num escritório localizado na rua Agrimensor Carlos Hasselmann, no bairro Fazenda Velha, e também no plantão de vendas do Condomínio Atlanta, que fica na avenida Archelau de Almeida Torres.

Além dos mandados de busca e apreensão, também foram cumpridos dois mandados de prisão temporária. Um contra o Fernando Tozetti, que foi secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente de Campo Largo na gestão 2013-2016 e o outro contra um dos sócios da Lyx, Jarderson Lima.

Jaderson, como se sabe, é muito conhecido em Araucária. Aqui, por anos, esteve à frente de uma franquia da imobiliária Apolar Imóveis. Posteriormente esteve ligado à Imobiliária Mundolar, até ser mais lembrado como sócio da Lyx Engenharia.

A condução das investigações que culminaram com a deflagração da operação Rota 66 foi iniciada pela 1ª Promotoria de Justiça de Campo Largo. Entre os crimes que podem ter sido praticados pelos alvos da operação estão corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, tráfico de influência e associação criminosa. Na cidade vizinha, a Lyx seria detentora e executora de quatro empreendimentos residenciais, avaliados em R$ 400 milhões. Em Araucária, além do Atlanta, a Lyx ficou conhecida por batizar seus empreendimentos com nomes de cidades situadas nos Estados Unidos da América.

Até onde se sabe, ainda não há informações se empreendimentos da Lyx em Araucária também estariam sendo alvo de apurações por parte do Ministério Público. Ao que se sabe, porém, promotores de justiça locais também participaram das diligências deflagradas na última terça-feira.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1177 – 22/08/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*