Home / Notícias / Geral / Saúde alerta araucarienses sobre casos importados de Dengue e Chikungunya

Saúde alerta araucarienses sobre casos importados de Dengue e Chikungunya

População pode colaborar, evitando possíveis criadouros do mosquito. Foto: divulgação

Secretaria Estadual de Saúde do Paraná confirmou nesta terça-feira, 17 de setembro, um caso de Chikungunya e outro de Dengue em moradores de Araucária. Trata-se de um casal que viajou para Alagoas, e tudo indica que ambos ficaram doentes ao ter contato com mosquitos infectados. Os casos importados servem de alerta para cuidados que os viajantes devem tomar antes de realizar uma viagem, e também para os moradores, para que redobrem os cuidados com possíveis focos de mosquitos. Com a proximidade do período mais quente e chuvoso do ano, as ações de prevenção devem ser intensificadas para que ninguém fique doente.

De acordo com a Secretaria da Saúde do Paraná, um levantamento feito entre abril e junho de 2019 mostra que 40,69% dos criadouros foram encontrados em recipientes plásticos, garrafas, latas, sucatas e entulhos de construção; 29,84% em vasos e pratos de vasos de plantas, recipientes de degelo em geladeiras, bebedouros, fontes ornamentais e materiais em depósitos de construção; 15,77% em depósitos de água ao nível do solo para armazenamento doméstico e, 6,72% em pneus velhos. Também podem ser potenciais criadouros depósitos de água elevados, tanques em obras e em borracharias, calhas, toldos em desníveis, ralos sanitários em desuso, piscinas não tratadas, cacos de vidro em muros, buracos em árvores ou rochas, entre outros.

Viajantes devem sempre se lembrar dos cuidados com a saúde antes de partirem. Para doença como a Chikungunya, para a qual não há vacina, é sempre importante usar repelentes de insetos e roupas que protejam o corpo. Já a vacina contra a febre amarela, desde o final do ano passado, integra o calendário de vacinação da cidade e está disponível em todos os postos de saúde de Araucária.

Publicado na edição 1181 – 19/09/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*