Home / Colunas / Padre André Marmilicz / Senhor, aumenta a nossa fé

Senhor, aumenta a nossa fé


Para compreendermos o motivo pelo qual os apóstolos pedem a Jesus para aumentar a sua fé, precisamos entender todo o contexto que envolve a vida dos mesmos. Eles, de certo modo, estão atônitos com tantos desafios apresentados por Jesus. Ele lhes pede para serem misericordiosos; perdoem sem limites; passem pela porta estreita; carreguem a cruz de cada dia; não se apeguem aos bens deste mundo. Tudo isso provoca neles um desejo de abandonar o Mestre e deixar de segui-lo. Muitos discípulos, inclusive, largam tudo e não o seguem mais. Quando Jesus pergunta se eles também querem abandoná-lo, Pedro imediatamente responde: ‘a quem iremos nós Senhor? Só tu tens palavras de vida eterna’. Diante de tantos desafios, de tantas exigências, os apóstolos se veem pequenos, frágeis, limitados e pedem a Jesus: ‘Senhor, aumenta a nossa fé’.

No nosso cotidiano, como seguidores de Jesus Cristo, encontramos tantos desafios, tantas dificuldades e adversidades e, por vezes, pensamos em abandonar tudo. Isso pode ocorrer na vida familiar, na vida comunitária, na vida pessoal, no nosso trabalho. Nós nos sentimos impotentes, limitados, frente a tantos problemas e situações negativas inesperadas. Quantos, movidos por uma fragilidade interior, desistem da luta, abandonam o barco e vivem à deriva, sem alegria, sem entusiasmo, sufocados por tantas derrotas, frustrações e decepções. Pensam que não vale a pena viver e o melhor é desistir da luta. Ou pior, imaginam que Deus os abandonou e, inclusive, se afastam do seu amor. Como se ele fosse culpado pela situação vivida. É justamente nesta hora que precisamos, com humildade, pedir: ‘Senhor, aumenta a minha fé’.

A fé não significa comodismo, resignação, como se não existisse mais nada para fazer. Muito pelo contrário, a verdadeira fé é dinâmica, nos coloca em movimento, nos faz ousar e buscar saídas e respostas. Quantas vezes, diante de situações dolorosas, ouvimos pessoas nos pedindo para resignar, como se não tivesse mais solução. Longe disso, a fé é um salto no escuro, assim como foi Abraão, o homem que acreditou plenamente em Deus. É crer contra toda esperança, porque a fé nos move, nos movimenta e nos coloca nesta certeza de que para Deus nada é impossível.

A fé é também humilde, porque nos faz perceber que tudo é dom de Deus, e nós somos apenas seus servos. Quantas vezes podemos pensar que por causa de nossa fé, teremos merecimentos, receberemos mais do que os outros que não tem fé. Isso seria soberba, orgulho, arrogância, porque tudo o que somos é graça de Deus. O que fazemos, movidos pela fé, deve ser feito na total gratuidade, sem espera de troca ou recompensa. Como diz o próprio Jesus, ‘depois de termos feito tudo, só nos resta dizer: fomos servos inúteis, fizemos apenas o que deveríamos ter feito’.

Diariamente, diante das adversidades da vida, somos convidados a renovar a nossa fé em Deus. Nós somos suas criaturas e, ele, na sua infinita bondade só quer o nosso bem e a nossa felicidade. As provas fazem parte do nosso cotidiano e, como se diz na gíria italiana, ‘gli esami non finiscono mai’, ou seja, ‘as provas não acabam nunca’. É por isso que, devemos abrir o nosso coração ao Senhor da nossa vida, para que, diante das derrotas, das dores, dos sofrimentos, das doenças, das realidades duras e exigentes, das situações dolorosas e inesperadas, para não desistirmos da luta, devemos pedir, ‘Senhor aumenta a nossa fé’.

Publicado na edição 1183 – 03/10/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*