Home / Colunas / Padre André Marmilicz / ‘SEUS OLHOS SE ABRIRAM ‘.

‘SEUS OLHOS SE ABRIRAM ‘.


O encontro com Jesus ressuscitado transforma a nossa vida, porque nos conduz a uma dimensão que transcende a realidade puramente humana e material. Somos todos passageiros, neste trem que se chama vida, cujo maquinista é o próprio Deus. Um dia esse trem vai parar, será hora de descer, deixar tudo aquilo que nos acompanhou até então, e viver numa nova esfera, totalmente diferente e misteriosa. Quem crê no ressuscitado, aponta seu olhar para mais além, para as coisas do alto, pois é para lá que todos nós caminhamos. Não podemos negar esta certeza, embora ela sempre nos inquieta e de certo modo, nos amedronta. Afinal, não sabemos o que nos espera do lado de lá. Cremos que será algo pleno, porque pautado no encontro alegre e definitivo com o Pai.

Existem momentos especiais nesta vida, que nos transformam, e nos tiram da realidade puramente imanente e material. Eles estão ligados com a dimensão espiritual, feita por aqueles encontros com os quais nos afastamos deste contexto físico, e nos transportamos para uma esfera onde nos sentimos plenamente realizados. Os grandes santos viviam momentos de êxtase, como se estivessem flutuando, de certo modo negando e se distanciando deste planeta, num encontro antecipado com o Senhor da Vida. Quem pensa somente nas coisas deste mundo, nos prazeres físicos,
materiais, como se existisse vida apenas aqui na terra, jamais conseguirá fazer a experiência deste encontro profundo e transformador.

Estamos vivendo uma pandemia provocada pelo novo Coronavírus que coloca todo mundo em alerta, porque o fim da vida pode estar bem mais próximo do que se possa imaginar. Por mais que nos cuidemos, não estamos imunes a um toque fora de lugar, a uma aproximação inesperada, enfim, estamos numa verdadeira guerra contra um inimigo invisível. Oxalá esta situação tão absurda e inesperada, possa nos levar a pensar naqueles valores que realmente fazem a diferença em nossa vida. Como estamos toda hora por um fio, somos convidados a dar espaço para aquelas realidades que são perenes e eternas. Muita gente nunca rezou tanto, e deu tanto valor para uma vida de fé, família e de comunidade.

Somos convidados a abrir os nossos olhos a uma realidade que transcende a nossa pura materialidade. O encontro dos discípulos de Emaús com o Cristo ressuscitado abriu seus olhos e começou para eles uma vida nova, renovada, pautada no serviço aos irmãos, no anúncio do evangelho, da sua boa nova. Assim também, sempre que nos aproximamos da Eucaristia, encontro mais íntimo e profundo com o Senhor, é como se nossos olhos estivessem se abrindo para uma realidade que vai além. Não somos mais os mesmos, porque o Espírito do Cristo Ressuscitado habita em nós e nos conduz àquilo que dá o verdadeiro sentido à nossa vida: a plena doação, o serviço livre e desinteressado em prol dos irmãos mais necessitados.

O encontro com Jesus nos abre os horizontes e nos faz olhar para além da realidade puramente humana. Ele nos faz avançar em direção daquele que mais precisa da nossa ajuda e abre os nossos olhos para a dor e o sofrimento do nosso irmão. Desperta em nós um desejo profundo de amar
e servir. Quando descobrimos a beleza de fazer o bem na gratuidade, afastando-se do egoísmo e do fechamento em nós mesmos, é sinal de que o encontro com o Senhor nos transformou e mudou a direção de nossa vida. Assim viveram os santos, que viam no sofredor a imagem do próprio Jesus e não mediam esforços para ajudá-lo na sua dor e na sua necessidade. E é isso que dá sentido a esta nossa vida, nos preparando para a vida eterna.

Publicado na edição 1209 – 23/04/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*