Home / Notícias / Coronavírus / Sindipetro cobra da Repar, testes de Covid 19 em todos os trabalhadores

Sindipetro cobra da Repar, testes de Covid 19 em todos os trabalhadores


O Sindipetro Paraná e Santa Catarina divulgou na semana passada que dois trabalhadores da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, fizeram testes rápidos para a presença do novo coronavírus e acusaram resultados positivos. Como forma de prevenção à saúde e segurança dos trabalhadores, seus familiares e comunidades do entorno da unidade, o sindicato requisitou à gestão da empresa que colocasse em quarentena todos que tiveram contato direto com os empregados. Também cobrou a testagem em massa na refinaria, tanto de funcionários próprios como de terceirizados, e as informações sobre o monitoramento dentro da planta, entre outras providências.

Em resposta, a Repar disse que está adotando as medidas necessárias para prevenção e combate à pandemia e que não há casos confirmados de Covid-19 na refinaria. Afirmou ainda que os empregados citados no ofício foram preventivamente colocados em quarentena e foi planejada a realização de testes, conforme critérios médicos. O sindicato, por sua vez, considera as ações da empresa insuficientes com relação à prevenção da proliferação do vírus e alega que as mesmas não cumprem com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segundo o Sindepetro, o laudo da primeira contraprova laboratorial saiu no sábado, 9 de maio, e apontou ausência para presença do novo coronavírus, isso após sete dias do teste inicial. Na segunda-feira, 11, o trabalhador refez a testagem rápida e novamente foi aferida a não contaminação. A contraprova do segundo caso em investigação foi concluída nesta segunda e também acusou a não infecção. O trabalhador ainda deve fazer uma terceira aferição por meio do teste rápido. “O fato de a Repar desprezar os resultados das primeiras testagens e colocar apenas os casos em investigação em quarentena provisória, ignorou a possibilidade de infecção de outros trabalhadores”, destacou a entidade.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: Marco Charneski

Publicado na edição 1212 – 14/05/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*